Mais um Gre-Nal à vista no Campeonato Gaúcho. Neste domingo, o Grêmio, com muita dificuldade, fez a sua parte e garantiu sua vaga na decisão do segundo turno do Gauchão. A vitória veio no último minuto do tempo regulamentar diante de um Novo Hamburgo valente, que não facilitou em nenhum momento a vida dos gremistas.

Com o triunfo, o Tricolor terá, mais uma vez, o Colorado, que atropelou o Esportivo mais cedo, pela frente. A decisão está marcada para a próxima quarta-feira. Grêmio abre vantagem, mas cede o empate Intensidade foi o nome da primeira etapa. Logo no primeiro minuto, o Grêmio abriu o placar em Porto Alegre. Após escapada de Alisson pela direita, o meia-atacante cruzou na área.

Everton dominou no peito, arrumou para perna direita e colocou na cabeça de Diego Souza, que testou para o fundo das redes. Em ritmo acelerado, o time comandado por Renato Gaúcho foi para cima e acumulou chances para marcar o segundo. Até que aos 22, depois de boa jogada pela direita, Cebolinha recebeu na área e cruzou rasteiro.

Alisson dividiu com o goleiro, e a bola sobrou limpa para Maicon, de bico, ampliar a vantagem gremista: 2 a 0. Depois de ‘amassar’ o adversário, o Tricolor diminuiu o ritmo. A partir daí, começou a reação do Novo Hamburgo. Aos 30, em cobrança de falta, Zé Mário soltou uma bomba de perna esquerda e descontou para os visitantes.

O gol aumentou a confiança do ‘Nóia’, que aumentou sua presença no ataque e conseguiu buscar o empate. Depois de escorregão de Matheus Henrique, Matheus Lagoa lançou Juba, que só rolou para Kayron, que, com o gol vazio, só teve o trabalho de empurrar para dentro. Novo Hamburgo é valente, mas Tricolor vence no fim Assim como na primeira etapa, o Grêmio tentou sufocar o adversário nos primeiros minutos.

Logo aos dois, Diego Souza recebeu cruzamento de Guilherme Guedes da esquerda e cabeceou para o gol. Seria o terceiro, mas a arbitragem marcou falta do atacante no defensor. De tanto insistir, o Tricolor voltou à frente do marcador. Aos 13, depois de boa troca de passes, a bola voltou para a ponta esquerda e Guilherme Guedes achou novamente Diego Souza na área.

Desta vez, pelo chão, o centroavante, na marca do pênalti, anotou seu segundo tento na partida. Esse valeu: 3 a 2. O jogo parecia controlado pelos comandados de Renato Portaluppi, até que aos 32, em cobrança de escanteio, Chicão foi derrubado por Jean Pyerre na área. Pênalti! Na cobrança, Zé Mário, sempre ele, bateu firme e voltou a empatar a partida.

Nos minutos finais, o duelo ficou aberto e o Grêmio, já no apagar das luzes, buscou o gol da vitória. Aos 45, Everton colocou bola na área, Chicão e Kesley se atrapalharam, e a pelota se ofereceu para Luciano, que desviou na saída de Jacsson e sacramentou a vaga gremista na final do segundo turno do Gaúcho.

O Gol 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui