O espaço vai possibilitar a duplicação do atendimento quimioterápico na unidade e a nova conta com uma área de 1,04 mil metros. Atualmente, 150 pacientes são atendidos por dia no Laureano, mas com a ampliação, 300 pessoas receberão atendimento diariamente.

Nilvan destacou que o Hospital Napoleão Laureano é referência para o tratamento de câncer na Paraíba há quase 60 anos. “O Laureano presta um importante serviço para as pessoas que estão em tratamento do câncer em todo o estado e com essa ampliação, esses atendimentos serão dobrados e mais pessoas serão beneficiadas”, pontuou.

Nilvan ainda falou sobre o compromisso que a gestão deve estabelecer com o Laureano e demais hospitais filantrópicos da Capital. “A gestão precisa ter prioridade e compromisso com o Laureano. Além dele, temos outros hospitais filantrópicos aqui, como o São Vicente de Paula e Hospital Padre Zé, que dependem de repasses do governo federal.

Dessa forma, a prefeitura precisa ser parceira e garantir que os atendimentos continuem sendo feitos a quem depende dessas unidades, tudo com respeito aos recursos públicos e cuidado especial com a saúde das pessoas”, concluiu.

O novo Centro foi nomeado de Ephigênio Barbosa da Silva, em homenagem ao médico e ex-presidente da Fundação Napoleão Laureano, que faleceu em 1987 tendo prestado relevantes serviços ao povo paraibano como profissional da medicina.

ParaíbaRádioBlog 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui