O duelo entre Bayern de Munique e Paris Saint-Germain teve um roteiro diferente da decisão de Lisboa há uns meses. Os bávaros pressionaram, mas os parisienses, comandados por Neymar e Mbappé, foram letais nos contragolpes e conquistaram a vantagem na Allianz Arena, vencendo por 3 a 2.

Mais próximo das semifinais da Liga dos Campeões, o PSG vai decidir a vaga em casa e com a vantagem de um empate. O Bayern terá de vencer.  Jogaço em Munique O jogo foi bom como o esperado desde o primeiro minuto.

No primeiro ataque, Lucas Hernandez mandou chute no canto e Navas espalmou. Na cobrança de escanteio, Choupo-Moting mandou cabeçada no travessão.  A resposta do Paris Saint-Germain saiu logo na saída de bola.

Di María quebrou as linhas adversárias com grande passe para Neymar, que avançou até a área e esperou o momento certo para abrir para Mbappé, que chutou cruzado para vencer Manuel Neuer.  O gol não intimidou os bávaros, que mantiveram as linhas altas para encurralar o adversário. Thomas Müller teve chance de finalização na área aos dez, após bola por elevação, mas Navas pegou com tranquilidade.

O PSG se armou para contra-ataques. Draxler teve um gol anulado após arrancada de Mbappé. O francês recebeu em posição ilegal uma bola em profundidade de Neymar.  O jogo seguiu muito animado, com ataque e contra-ataque, ação e reação. Se Mbappé e Neymar brilhavam na frente, Navas fazia grandes defesas atrás.

Pelo lado bávaro, Goretzka aparecia bem no ataque, assim como Pavard, e Müller era o cérebro dos lances mais agudos.  Aos 27 minutos, o genial Neymar fez a diferença novamente. O brasileiro ficou com rebote de escanteio já mais para perto do meio-campo. Neymar levantou a cabeça e enfiou grande bola para Marquinhos nas costas da zaga. O zagueiro virou centroavante, matou com categoria e com tranquilidade deslocou Neuer para abrir 2 a 0.

O Bayern não abaixou a cabeça mesmo após o segundo golpe. Já aos 37 minutos, Pavard apareceu bem na direita e cruzou para Choupo-Moting descontar em uma bela cabeçada.  Mais gols e emoções O PSG continuou reagindo bem a pressão bávara e, logo no início do segundo tempo, Neymar teve chance cara a cara com Neuer ao ficar com sobra de lance de Mbappé, mas o goleiro alemão fechou bem o gol.

O Bayern manteve o sufoco no ataque, com a presença maciça de jogadores para finalizar os lances. Alaba e Pavard foram os primeiros a dar trabalho para Navas no segundo tempo.  Não estava nada fácil superar Navas, mas os alemães aproveitaram a bola parada para arrancar o empate.

Kimmich cobrou falta “com a mão” para Müller empatar de cabeça.  Só que os parisienses continuaram mortais nos contragolpes. Aos 23 minutos, Di María abriu para Mbappé, que avançou, ajeitou para a perna direita e finalizou com precisão no canto, sem chances para Neuer.  O Bayern teve alguns minutos de hesitação, o que deixou a partida morna por um tempo.

Só nos minutos finais os donos da casa voltaram a apertar com mais força. Aos 40 minutos, Alaba teve chance de arremate na área e mandou bola raspando a trave. No minuto seguinte, quem apareceu para finalizar foi Müller, e o chute passou novamente rente à trave. O PSG se segurou, e volta para casa em vantagem.

O Gol

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui