Mesmo com muitos desfalques, o Flamengo saiu na frente na briga por uma vaga nas oitavas de final da Copa do Brasil. Nesta quinta-feira, o Rubro-Negro foi até o Couto Pereira para encarar o Coritiba e, com gol de Rodrigo Muniz, venceu por 1 a 0.

Com o resultado, o Fla depende de apenas um empate no jogo de volta, que acontece na próxima semana no Rio, para avançar na competição. Do outro lado, o Coxa vai precisar de uma vitória por dois gols de diferença para seguir vivo. Um vitória paranaense por um gol leva a decisão para os pênaltis.

Soberania e lei do ex Em ritmo acelerado, o Flamengo iniciou a partida pressionando o Coritiba no Couto Pereira. Logo no primeiro minuto, em cobrança de falta, Vitinho bateu com desvio e viu Wilson espalmar para o lado.

Pouco depois, Diego arriscou de longe e o goleiro do Coxa fez nova defesa. Soberano, o Rubro-Negro dominou completamente as ações e acumulou oportunidades até abrir o placar. Aos 16, após cobrança de escanteio de Vitinho pela esquerda, Rodrigo Muniz, aproveitando as ausências de Pedro e Gabigol, subiu bonito e testou para o fundo do gol de seu ex-clube.

Do outro lado, o time comandado por Gustavo Morinigo, extremamente lento nas transições, se viu encaixotado em seu campo e sequer finalizou contra a meta defendida por Diego Alves nos primeiros 45 minutos de partida. Nos minutos finais, o Flamengo voltou a pressionar e chegou a marcar novamente com Muniz, mas arbitragem, de forma equivocada, assinalou impedimento de Bruno Henrique na origem da jogada.

Flamengo administra Na volta do intervalo, Morinigo mudou a postura de sua equipe. Com a entrada de três homens no ataque, o time da casa deixou de assistir o Flamengo e passou a tentar jogar no Alto da Glória. Do outro lado, o Rubro-Negro, comandado por Maurício Souza

– já que Rogério Ceni testou positivo para Covid-19 – fez o caminho inverso, foi bem mais lento em suas construções ofensivas e viu o confronto ficar equilibrado na etapa complementar.  Apesar do equilíbrio, o Coxa não melhorou o suficiente para criar grandes problemas para Diego Alves, que seguiu sendo espectador de luxo no gramado.

Ao todo, o time alviverde tentou quatro finalizações, mas nenhuma com perigo. Nos minutos finais, o jogo ficou truncado e o Coritiba ainda sofreu com uma baixa para o jogo de volta. Já perto dos acréscimos, o zagueiro Nathan Ribeiro entrou forte em Vitinho, recebeu o segundo amarelo e foi expulso.

 O Gol 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui