O jornalista campinense Francisco de Assis Costa faleceu na madrugada de hoje, vitimado por complicações de uma infecção contraída em processo pós-cirúrgico. Assis era jornalista, radialista, apresentador, pesquisador musical, corretor de imóveis, advogado e auditor fiscal do estado. Foi também vereador em Campina Grande.

Trabalhou no Diário da Borborema como editor do noticiário policial, e foi durante muitos anos, apresentador do tradicional programa “A patrulha da cidade” da Rádio Borborema. Assis se preocupava muito quando algum colega de imprensa passava por problemas, e buscava ajudar a todos. Ainda no mês passado, ficou comovido com a súbita morte do jornalista Fernando Soares, e fez declarações nas emissoras de rádio,destacando as qualidades do colega que perdera.

Possuía um importante arquivo de músicas regionais nordestinas, uma vez que estudava o assunto, e era um importante pesquisador musical. Apresentava ao lado do radialista José Lira um programa semanal na Rádio Caturité, enaltecendo o trabalho de Luiz Gonzaga.

Assis também tinha um enorme arquivo sobre os membros da imprensa de Campina Grande e da região, e era sempre procurado quando alguém queria informações sobre jornalistas e radialistas.

Foi secretário do então governador José Maranhão, recentemente falecido, e era um dos grande amigos do senador, que sempre o ouvia sobre assuntos de Campina Grande. O velório do jornalista Assis Costa será a partir das 09 horas no Campo Santo Parque da Paz, e o sepultamento acontecerá às 17h 30m no mesmo local.

PBAgora 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui