Messi desequilibra no primeiro tempo, Barça derruba Napoli e pega Bayern nas quartas

Com grande atuação de Lionel Messi na primeira etapa, o Barcelona venceu o Napoli, por 3 a 1, no Camp Nou, e avançou para as quartas de final da Liga dos Campeões.  Após empate em 1 a 1 no duelo de ida, os catalães apostaram em um início forte para derrubar os italianos. Nas quartas, em Lisboa, terão pela frente o Bayern, que derrubou o Chelsea.

Início forte com Messi O Napoli avisou, no primeiro minuto da eliminatória, que estava vivo. Insigne mandou bola na área e ela sobrou com Mertens, que pegou mal para o chute, mas ainda assim acertou o poste.  Os Azzurri começaram a partida com muita ousadia, à vontade em campo. Tanto que Demme tentou marcar um gol de antes do meio-campo, mas não conseguiu achar seu golaço e a bola saiu.

O Barcelona acabou com a ousadia do rival através de um escanteio arrumado por Lionel Messi. Rakitic cruzou na área e Lenglet marcou em cabeçada.  A equipe italiana perdeu intensidade e velocidade com o gol sofrido. Os Blaugrana, com o placar favorável, controlaram mais o jogo, retendo a posse para deixar o rival cada vez mais longe da vaga.

Lionel Messi resolveu deixar os napolitanos ainda mais distantes da classificação. La Pulga recebeu de Suárez, matou no peito e ganhou de três jogadores. Quase caído, mandou arremate no cantinho e a bola morreu no fundo da rede, em ritmo de tango.  Messi quase fez outra pintura em seguida.

O argentino recebeu um belíssimo passe de De Jong, dominou e tirou do goleiro, mas houve toque na mão no domínio e o VAR anulou o tento.  O VAR agiu a favor do argentino pouco depois. Koulibaly chutou Messi na área, em pênalti que a imagem não deixou dúvidas. Messi deixou o pênalti para Suárez, que marcou o 3 a 0.

Os visitantes também tiveram um primeiro pênalti para um alento pouco antes do intervalo. Rakitic derrubou Mertens e Insigne descontou na cobrança.  Napoli pouco avança O gol na reta final do primeiro tempo não mudou muito a cara do jogo. O Napoli continuou com dificuldades para voltar para a eliminatória, com muita posse, mas poucos arremates.

Os Azzurri nunca deixaram de tentar, mas sempre com pouca objetividade, sem conseguir ameaçar mesmo com as entradas de mais atacantes no time (o último deles Milik).  Milik ainda teve gol anulado, mas nem que o lance fosse validado haveria tempo para reação. O Barça administrou com poucos sustos, e se garantiu nas quartas de final.

Com um primeiro tempo que não deixou dúvidas, usando o melhor de Messi, os Blaugrana deixaram os italianos pelo caminho e agora terão pela frente o Bayern.

O Gol 

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *