Messi chega a 700 gols na carreira, mas Barça fica no empate com Atlético

Em um duelo cheio de decisões confusas da arbitragem, nem o gol 700 da carreira de Lionel Messi salvou o Barcelona, que ficou no empate com o Atlético de Madrid, em 2 a 2, no Camp Nou.  Agora com 70 pontos, os Blaugrana podem ver o líder, Real Madrid, abrir quatro pontos de diferença na liderança de La Liga.

Os Colchoneros estão em terceiro, com 59. Atlético faz frente O Atlético de Madrid assustou com sua famosa bola parada logo aos cinco minutos de jogo. Ferreira-Carrasco cobrou falta para a área e a bola fez uma curva, quase terminando nas redes de Ter Stegen.  O Barcelona respondia com bola rolando.

Depois de um chute despretensioso de Suárez, Rakitic mandou arremate mais ameaçador, e Jan Oblak se jogou para espalmar.  A partida no Camp Nou era intensa, de poucos espaços para jogar e ainda assim de duas equipes com repertório para, cada uma com sua arma, vencer os bloqueios defensivos.

Os Blaugrana acharam o primeiro gol usando uma arma do rival: Lionel Messi cobrou escanteio para a área e Diego Costa desviou contra a própria meta. Oblak não teve tempo para reagir e só foi pegar a bola dentro da rede.  A resposta colchonera veio com uma arrancada de Ferreira-Carrasco, que ganhou na corrida de Piqué e, na área, acabou derrubado por Vidal.

Diego Costa parou em Stegen, mas o VAR avisou que o alemão se adiantou e Saúl, na segunda cobrança, mandou para a rede.  O Atleti começou, cada vez mais, a aproveitar as linhas altas da defesa rival. Messi tentava anular esse erro com sua genialidade e quase fez um golaço aos 22. Aos 29, Messi teve nova chance, mas falhou na pontaria.

Depois de meia hora muito intensa, o jogo caiu de ritmo nos 15 minutos finais da primeira etapa. Ainda assim, Messi chegou perto do tão buscado gol 700, mas parou em defesaça de Oblak.  Nem gol 700 de Messi salva A partida voltou quente do intervalo e logo aos três minutos o árbitro tomou outra decisão polêmica:

Nelson Semedo avançou na área pela direita e dividiu bola com Felipe. O árbitro marcou pênalti, embora não tivesse ficado claro o toque do brasileiro no português. Messi não quis saber e, de cavadinha, marcou o gol 700 da carreira.  Semedo esteve envolvido em polêmica também do outro lado: mais um pênalti duvidoso marcado pela arbitragem.

Saúl bateu no canto, e Stegen não conseguiu evitar a entrada da bola.  Diego Simeone mostrou que não foi ao Camp Nou para empatar. Lançou João Félix no ataque com Diego Costa e Ferreira-Carrasco, e o embate ficou aberto. Vidal, por duas vezes, teve chance de marcar na área, com o pé e com a cabeça, mas não mandou no alvo. Félix, por sua vez, acertou a meta, mas parou em Stegen.  Setién demorou a mudar, mas, nos minutos finais, tirou Busquets para colocar Ansu Fati.

Os Blaugrana tomaram a iniciativa para tentar evitar o tropeço, e Setién ainda colocou Griezmann (já nos acréscimos).  Esgotado fisicamente, e sem as peças que saíram do banco funcionarem, o Barça ainda ficou perto de perder o jogo. Lemar recebeu um ótimo lançamento de Renan Lodi na frente, mas se enrolou todo na cara de Stegen e a partida terminou empatada.

O Gol 

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *