A composição tem papel fundamental na criação de publicidades, hits nacionais e internacionais, influência na cultura de uma sociedade, capaz de provocar sensações positivas ao cérebro, cientificamente comprovadas. Atuando diretamente na criação artística, o médico campinense, que também é cantor e compositor Gabriel do Cavaco, compõe músicas desde jovem e hoje já alcança a marca de mais de 1 (um) bilhão de visualizações em músicas de sua autoria no YouTube.

Seu primeiro “top song” foi a música “Vou dar Virote”, interpretado por Wesley Safadão, que foi um verdadeiro sucesso, chegando a reproduzir mais de 100 milhões de vezes nas plataformas de streaming. Além de projetos, a exemplo, com Dilson Stein que foi o responsável pela descoberta da super modelo Gisele Bundchen e que hoje também trabalha com a música no sul do país. No YouTube, por exemplo, o compositor de Campina Grande alcançou mais de 1.000.000.000 (um bilhão) de plays em músicas de sua autoria, dentre elas: “Vou dar virote”, “Sextou”, “Vem para o meu Lounge”, “Sonhei que tava me casando”, “Juramento do dedinho” e “Despedida de casal”. As plataformas de streaming são verdadeiras vitrines, que podem ser consideradas atrações essenciais para a propaganda e maior distribuição das músicas.

Em entrevista ao portal, Gabriel falou um pouco de como consegue dividir seu tempo entre suas três paixões profissionais de médico, cantor e compositor. “Para mim são as três (paixões) que me completam ao mesmo tempo, mas cada uma de forma diferente. Como cantor eu não estou fazendo shows, em virtude da pandemia, mas já fiz vários, apesar de achar um pouco desgastante, mas consegui me encontrar na música como compositor que é uma coisa que amo de paixão e a médica é algo que estudei pela vida toda e que me dar muito prazer em ajudar o próximo. E a gente acaba tratando o corpo com a medicina e alma com a música. Portanto eu me completo com todas essas profissões”, afirmou.

Questionado sobre o alcance das músicas de sua autoria no YouTube, que já conseguiram mais de um bilhão de visualizações, e se a ficha desse sucesso já caiu? “Sobre essa marca de mais de 1 bilhão visualizações no Youtube é uma marca que a principio assusta. Eu não esperava chegar a isso. Que Deus nós abençoe mais ainda, para alcançarmos novas marcas e acima de tudo trazer alegria as pessoas. Eu agradeço demais a Deus por isso”, comentou o compositor campinense.

Sobre sua atuação como médico em Campina, Gabriel comenta como surgiu o desejo dessa profissão, avalia o atual cenário, defende as medidas de distanciamento social, o uso de máscaras e a vacina como solução definitiva. “A minha família não é de médicos, a respeito disso não tem ninguém na minha família médico. Meu pai é professor de química, minha mãe é assistente social, mas desde criança eu sempre me encantei com essa profissão é algo que me brilhava os olhos. Já a música, meu pai e meus dois irmãos tocavam violão, então desde pequeno eu comecei a tocar teclado e com 14 anos ganhei um cavaquinho e aí me encantou, e daí surgiu o nome ‘Gabriel do Cavaco’.

Ao falar da pandemia! A mensagem que eu dou, como médico atuando na linha de frente desde o início dessa pandemia é para as pessoas se cuidarem, usando máscaras, evitando aglomerações, principalmente em lugares fechados, pois a gente está tendo aqui em Campina Grande, acredito eu uma nova variante que fez com que se aumentasse em muito os casos. Praticamente estamos vivendo a terceira onda de casos de  covid. Eu acredito que a nossa maior esperança de dias melhores venham com a vacinação em massa, para que possamos (sociedade brasileira e mundial) voltar às nossas atividades normais”, finalizou.

PBAgora

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui