Médica Ludhmila Hajjar. Foto: USP

Segundo Lauro Jardim, em sua coluna no jornal O Globo, a médica Ludhmila Hajjar, que já declarou diversas vezes oposição às medidas do governo na pandemia, não assumirá o ministério da Saúde e irá comunicar a decisão ainda hoje a Jair Bolsonaro.

Ela é um dos nomes cotados para assumir a pasta no lugar de Eduardo Pazuello.

Bolsonaro informou a aliados que ainda não tinha tomado sua decisão a respeito da substituição de Eduardo Pazuello por Ludhmila, mas que pretendia definir a questão na manhã desta segunda-feira (15).

Brasil 247

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui