Uma barraca de teste móvel contra a Covid-19 na famosa avenida Champs-Élysées em Paris (França) em 24 de dezembro de 2021.
 AP – Michel Euler

A máscara se torna obrigatória novamente nas ruas de Paris a partir desta sexta-feira (31) para enfrentar o “terremoto” causada pela variante ômicron, que provocou um surto de contaminações de Covid-19 na França, anunciou a sede da polícia da capital francesa nesta quarta-feira (29).

A obrigatoriedade do uso da máscara se aplica a maiores de 11 anos, “com exceção de pessoas dentro de veículos privados, ciclistas e usuários de veículos de duas rodas” ou “praticantes de atividade esportiva”, especificou a polícia de Paris em nota.

O uso de máscara também será obrigatório em locais abertos ao público em Paris “com exceção do Bois [bosque] de Boulogne e Vincennes, e na faixa da marginal dos aeroportos de Paris-Charles de Gaulle, Le Bourget e Paris-Orly”, de acordo com o comunicado oficial.

O acesso aos terminais desses aeroportos continua proibido para acompanhantes de passageiros, acrescentou a prefeitura da capital francesa.

“Controles regulares e reforçados vão ser postos em prática a partir de sexta-feira”, indicou também a prefeitura, “em particular nas zonas mais densas da capital”.

Os infratores podem ser multados em € 135 (cerca de R$ 874).

Sem bebida nem dança

Paralelamente, a prefeitura anunciou o fechamento dos estabelecimentos que oferecem bebidas aos sábados e domingos a partir das 2h da manhã, proibindo também “todas as atividades de dança em todos os estabelecimentos abertos ao público”.

As boates, fechadas desde o dia 10 de dezembro, terão que manter suas portas fechadas por mais três semanas em janeiro. As aglomerações de pessoas que dão origem ao consumo de álcool nas vias públicas também são proibidas em Paris.

Quase 9.000 policiais e soldados serão mobilizados para fazer cumprir essas medidas durante a noite da véspera de Ano Novo.

No resto da região parisiense, as prefeituras impuseram a obrigação de usar máscara nos departamentos de Val-d’Oise, Hauts-de-Seine e Val-de-Marne, bem como nas cidades de Essonne e Yvelines.

A França registra picos de contaminação por Covid-19 com 208.000 novos casos na quarta-feira, após cerca de 180.000 durante as vinte e quatro horas anteriores.

(Com AFP)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui