Continua depois da publicidade

O ex-presidente Lula (PT) e sua campanha não pretendem iniciar negociações com o PSDB imediatamente após a saída do ex-governador João Doria (PSDB) da disputa presidencial, informa Bela Megale, do jornal O Globo.

Lula quer esperar os tucanos “arrumarem a casa” antes de procurar quadros históricos do partido. Membros da campanha petista avaliam que há chances maiores de nomes como Fernando Henrique Cardoso, José Serra e Teotônio Vilella apoiarem Lula já no primeiro turno.

O ex-presidente petista focará em manter os canais de diálogo com o tucanato abertos. Recentemente ele telefonou para Fernando Henrique Cardoso, por exemplo.

A campanha de Lula não vê chances reais de a candidatura de Simone Tebet (MDB), que pleiteia o apoio do PSDB, decolar. Isto favoreceria o deslocamento de tucanos para o apoio ao ex-presidente petista.

Parte do PT, de acordo com a colunista, discorda da declaração do secretário nacional de Comunicação do PT, Jilmar Tatto, sobre procurar Doria para conversar. O ex-governador é visto como responsável pela implosão do PSDB.

O caminho visto como mais adequado é se aproximar de figuras históricas do PSDB com quem o PT já tem alguma relação.

Secom-PB

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui