Lula já foi condenado em 2 processos no âmbito da operação Lava JatoSérgio Lima/Poder360

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) voltou a atacar o ex-ministro e ex-juiz da Lava Jato, Sergio Moro. Em entrevista a youtubers e blogueiros nesta 5ª feira (11.jun.2020), o petista chamou o ex-magistrado de “canalha” e de “candidato da Rede Globo” para a eleição presidencial de 2022.

Eu tô provocando o Moro e o Dallagnol [procurador que coordena a Lava Jato no Paraná] pra debater comigo, ao vivo. Se a Globo quiser fazer, eu topo. Porque é preciso desmascarar esses canalhas e mostrar o que eles fizeram ao país“, afirmou Lula.

Pelo Twitter, Moro rebateu e disse que o petista merecia ser ignorado. O magistrado foi responsável pela condenação, em 1ª Instância, do ex-presidente por crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso tríplex do Guarujá (SP). A condenação levou Lula a passar mais de 1 ano preso.

Na live, Lula também afirmou que a Lava Jato foi concebida como plano dos Estados Unidos para “acabar com a engenharia do Brasil e acabar com o pré-sal“.

A condenação em 2ª Instância na Lava Jato tornou o petista inelegível em razão da Lei da Ficha Limpa. Questionado se aceitaria se candidatar à Presidência em 2022 caso a Justiça considere Moro suspeito para tê-lo julgado e, consequentemente, ele recupere os direitos políticos, Lula afirmou:

Eu já fui presidente da República. Eu tenho muito motivo de orgulho. Eu posso ser cabo eleitoral. Eu também não posso dizer que não sou candidato, vai depender das circunstâncias que vão acontecer em 2022. Acho que a gente não tem que discutir isso agora“.

Já sobre a possibilidade de Moro disputar a eleição, Lula minimizou. “Eu não me preocupo que ele seja candidato não. Eu não tenho mais o apetite de ser candidato. Eu tinha em 2018. Mas eu farei das tripas coração para não deixar que 1 candidato da Rede Globo ganhe as eleições nesse Brasil.

O petista também afirmou na entrevista que o presidente Jair Bolsonaro cometeu “diversos crimes de responsabilidade” e que deveria ter o mandato cassado.

Poder360

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui