O imbróglio complexo envolvendo o clássico entre Brasil e Argentina vai ganhando novos capítulos dignos de folhetim de qualidade duvidosa. Nesta segunda-feira a imprensa inglesa revelou que Giovani Lo Celso e Cristian Romero desafiaram o Tottenham para atuar pela seleção argentina, assim como Davinson Sánchez na Colômbia, e vão voltar para um clube com a expectativa de recepção nada amigável.

Segundo o jornal inglês Guardian, em nenhum momento o Tottenham deu o aval para o trio disputar as eliminatórias sul-americanas.

Depois do evento deste domingo, a fúria cresceu entre os dirigentes do clube, que estudam punição aos atletas. Davinson Sánchez, inclusive, já foi dispensado da Colômbia para retornar ao time. Outros dois atletas argentinos no centro da polêmica, Martínez e Buendía tiveram um tratamento diferente por parte do Aston Villa.

A dupla conseguiu acordo e não desafiou o Villa para cumprir com seus compromissos, com planos para seguir para a Croácia, onde estariam liberados para treinar e fazer a quarentena, sem necessidade de passar todo o tempo fechados em um hotel no retorno a Inglaterra.

Em tempos de pandemia, não tem sido fácil manter o calendário de jogos internacionais. O evento na NeoQuímica Arena vai se transformando em um exemplo de como não lidar com a situação.

O Gol 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui