Entrevista com Arthur Lira, presidente da CâmaraCanal Youtube/ Prerrogativas

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), saiu em defesa do presidente Jair Bolsonaro e negou que o chefe do Executivo federal tenha culpa pelas mortes decorrentes da pandemia de covid-19.

“Divirjo quando falam da gestão da crise [fazendo referência a Bolsonaro]. O auxílio emergencial foi muito importante, todos os setores receberam repasses. Nós não temos a receita da gestão da crise”, disse Lira neste (26.fev.2021), em live do Grupo Prerrogativas..

E completou: “Todos nós temos que remar no mesmo sentido. Não adianta agora alguém fazer proselitismo e barganha política em cima de CPI [referente à comissão criada para investigar as ações do governo federal e dos Estados na pandemia]. Lá na frente a gente vê quem errou, acertou, quem errou dolosamente (….) Em guerra vale tudo, existe uma emergência para achar soluções”, afirmou.

O presidente da Câmara também criticou a Lava Jato. Segundo ele, a discussão sobre as denúncias da operação esclareceram o que “todos já sabiam”: a combinação de delações e parcialidade dos investigadores.

O deputado afirmou que assim como “vários”, foi vítima da operação.

“Aquilo [as mensagens supostamente trocadas entre procuradores e o ex-juiz Sergio Moro] não é diálogo, é combinação de resultado para desestabilizar o sistema político brasileiro. A Lava Jato durou 6 anos, o dobro do período do terror na França, um estado policial muito duro. Como vários, fui vítima da Lava Jato. Fui denunciado e exposto durante 5 anos sem ter nenhuma relação com o delator, meu inimigo político pessoal. Quem faz a delação nos moldes da que fazia a Lava Jato de Curitiba denunciava quem queria e livrava quem queria”, disse.

“Ninguém pode ser denunciado sem provas, só com a palavra de um criminoso. Esses excessos atingiram a muitos. Precisamos que as leis sejam mais claras, sem excessos midiáticos”, completou.

A entrevista foi conduzida pelo Grupo Prerrogativas. A mediação e coordenação foi feita pelo advogado especializado em Direito Público e coordenador do grupo Marco Aurélio de Carvalho. Já os debatedores que integraram a conversa foram os advogados Pierpaolo Cruz Bottini, Antônio Carlos de Almeida Castro e Gabriela Araujo. A live foi transmitida pelo Youtube.

Assista à íntegra da entrevista com Arthur Lira (2h37min32s):

Poder360

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui