Foto: Ascom

A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta terça-feira (25), a 73ª fase da Operação Lava Jato, que cumpre mandados de busca e apreensão no Distrito Federal e na Paraíba. A nova fase tem como alvo nomes ligados ao ex-senador paraibano e atual ministro do Tribunal de Contas da União (TCU), Vital do Rêgo Filho.

Na Paraíba, os mandados estão sendo cumpridos nas cidades de João Pessoa, Campina Grande e Cabedelo.

Conforme a Polícia Federal, a operação investiga o pagamento de propina para realizar uma espécie de blindagem a executivos de grandes empreiteiras na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Petrobras, na época presidida por Vital Filho.

As investigações apontam que Vital teria recebido R$ 3 milhões de Léo Pinheiro, então presidente da empreiteira OAS, para que os executivos da empresa não fossem convocados a depor na CPI. As propinas teriam sido pagas através de doações ao MDB e por meio de repasses a empresas sediadas na Paraíba.

A partir dessas investigações, o Ministério Público Federal (MPF), por meio da força-tarefa da Lava Jato, ofereceu denúncia contra Vital do Rêgo e mais nove pessoas ligadas ao ministro.

São elas:

Alex Antônio Azevedo Cruz

Alexandre Costa de Almeida

Dimitri Chaves Gomes Luna

Fábio Magno de Araújo Fernandes

Sandro Maciel Fernandes

João Carlos Lyra Pessoa de Mello Filho

Carolina Câmara Vasconcelos

Ramilton Lima Machado Júnior

Roberto Souza Cunha

Mais informações sobre a nova fase da Lava Jato você acompanha ao longo do dia no PARAIBAONLINE.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui