Karla Pimentel usa mídia para atacar PM e desacreditar lisura da Justiça Eleitoral

A candidata a prefeita do Conde, Karla Pimentel (PROS), está usando a mídia para atacar o trabalho da Polícia Militar da Paraíba e descredibilizar a lisura e credibilidade da Justiça Eleitoral da Paraíba. publicações que circulam neste sábado (17) tentam colocar em xeque a atuação das instituições por conta de dois episódios envolvendo a nora de Aluísio Régis e Tatiana Lundgren.

Nos textos há a indicação de ação policial dolosa, com intenção de culpar a PM por tiros disparados supostamente com intenção de atingir o carro de Karla, caso que aconteceu semanas atrás. “Depois de ter tido seu carro alvejado de tiros em uma ação policial”, diz trecho das publicações.

Com relação a justiça, a situação chega a ficar ainda mais vexatória. Criticando uma decisão judicial que suspendeu a inauguração de um comitê de Karla Pimentel, os textos, com tons de defesa da candidata, buscam descredibilizar o trabalho da Justiça Eleitoral, e mais especificamente da Juíza Eleitoral da 3ª Zona, Lilian Frassinetti Correia Cananéa.

“Márcia usa da justiça para tentar pôr amarras em Karla”, diz trecho do texto, dando a entender que a Justiça está sob o controle da prefeita e candidata à reeleição Márcia Lucena, quando na verdade só prestam seu serviço de maneira limpa, no campo do direito e forma democrática.

Além de atacar a PM e a Justiça Eleitoral, os textos chegam a citar números que passeiam pelo crime eleitoral e as fake news, ao incitar pesquisas eleitorais sem registro e dados que não existem.

Blog do Ninja 

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *