Valendo uma vaga nas semifinais da Liga das Nações, Portugal e França se enfrentaram no Estádio da Luz. Com a bola rolando, a atual campeã do mundo mostrou toda sua força e, mesmo com a ausência de Mbappé, venceu por 1 a 0  para carimbar a classificação. Com o resultado, o time comandado por Didier Deschamps chega a 13 pontos e, mesmo com uma rodada de antecedência, não pode mais ser alcançado pelos portugueses, que se mantêm com dez e vão cumprir tabela na última rodada diante da Croácia, na próxima terça.

França cria melhores chances Portugal não perdeu tempo, e partiu para cima da França no Estádio da Luz. Logo aos cinco, Cristiano Ronaldo arrancou pela esquerda, tentou o chute da entrada da área, e a bola pegou um bonito efeito. Lloris, ligado, fez boa defesa. A resposta francesa foi imediata. Coman fez boa jogada na área, gingou para cima da marcação e bateu firme, obrigando Rui Patrício a espalmar a bola para escanteio.

A intensidade foi a marca da primeira etapa, onde as duas equipes buscaram o ataque a todo momento. No entanto, apesar de uma troca franca de ações ofensivas, o selecionado francês, mesmo sem a presença de Mbappé, foi mais perigoso. Aos 14, Griezmann chegou com espaço na entrada da área e rolou para Martial nas costas da zaga. O atacante do United bateu colocado na saída de Rui Patrício, que fez grande defesa com o pé esquerdo.

Quando goleiro luso não salvou, quem apareceu para manter zero no placar foi o travessão. Após bola levantada na área, Rabiot aproveitou e tentou um voleio. Martial, bem posicionado, emendou para o gol, mas acertou o poste.  Do outro lado, a seleção portuguesa não conseguiu ser tão incisiva, mas criou suas chances quase sempre com Cristiano Ronaldo como referência das jogadas.

O grande destaque luso, porém, foi mesmo o goleiro Rui Patrício. O anfitrião camisa 1 voltou a brilhar em nova finalização de Martial, e manteve o empate nos primeiros 45 minutos. Kanté dá vitória aos franceses Na volta do intervalo, Portugal tentou, mais uma vez, imprimir um ritmo acelerado, mas viu a França ser mais incisiva.

Aos sete, Griezmann acionou Rabiot, que tentou o chute cruzado. Rui Patrício fez a defesa, mas Kanté apareceu sozinho para pegar o rebote e empurrar para o gol vazio: 1 a 0. Mais perigoso pelo lado esquerdo, os anfitriões quase empataram aos 15. Raphael Guerreiro tentou chute de fora da área e mandou no canto de Lloris, que caiu e fez a defesa. João Félix chegou para a sobra e levantou no segundo poste, onde Diogo Jota cabeceou firme e acertou a trave.

Com o passar do tempo, os donos da casa assumiram de vez o controle das ações e iniciaram uma busca incessante pelo empate. Aos 29, Cristiano Ronaldo fez jogada individual pela direita, passou pela marcação e rolou para João Moutinho, que bateu de primeira. A bola foi na direção do ângulo, e Lloris saltou para fazer ótima defesa.

O volume português não diminuiu, mas não foi o suficiente para evitar uma eliminação lusa no Estádio da Luz. Na última grande oportunidade, Cancelo recebeu na direita e mandou para área.

Ronaldo não alcançou e Rubén Dias mandou para fora. O esforço dos mandantes foi válido, mas em vão. Fim de papo, vitória e classificação francesa às semifinais da Liga das Nações.

O Gol 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui