A Justiça de São Paulo decretou a prisão temporária por 30 dias de Ricardo Reis de Faria e Vieira, de 33 anos, que é suspeito de atear fogo na própria casa e matar os três filhos carbonizados em Poá, na Grande São Paulo.

O fogo foi na rua Bernardo Pinheiro Franco, na Vila Real, por volta das 5h desta quarta-feira (17). De acordo com o Corpo de Bombeiros, o incêndio atingiu principalmente o quarto onde estavam a adolescente Fernanda, de 14 anos, e as crianças, Gabriel, de 9, e Lorenzo, que iria completar 2 anos. O primeiro chamado foi feito por uma mulher que mora na vizinhança, ouviu os pedidos de socorro e viu as chamas.

O casal Ricardo e Leandro estava separado há três meses. Leandro contou, que Ricardo tentava reatar o relacionamento e, nos últimos meses, dizia que não fazia sentido viver sem a família unida.

Uma testemunha afirma ter ouvido gritos de socorro vindos da casa. A voz era feminina, possivelmente de Fernanda. O corpo da adolescente foi encontrado próximo a uma janela com grades, o que indica que ela tentou sair do local. A polícia acredita que a porta do cômodo estava trancada.

AgoraNotíciasBrasil

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui