Douglas Gonçalves (D) na saída do prédio da Corte de Somerville, em Massachusetts. Ele foi acusado de ameaças terroristas, mas seu advogado conseguiu que fosse libertado
(foto: Reprodução de Internet)

imigrante valadarense Douglas Gonçalves, de 30 anos, foi libertado nesta quinta-feira (18/2) da prisão nos Estados Unidos, por ordem do juiz da Corte de Somerville, Massachusetts. Seus amigos e familiares fizeram festa na porta do prédio da Corte, em meio à neve que assola a região.

A defesa de Douglas ainda não detalhou os pontos principais das acusações feitas contra o imigrante, o andamento do processo e o que levou a Justiça norte-americana e libertá-lo.

Na saída do prédio da Corte de Somerville, Douglas falou rapidamente para amigos e familiares que acompanharam o momento de sua libertação pelas redes sociais.

Ele deu a entender que, embora em liberdade, ainda continuará respondendo ao processo na Justiça. “Quero agradecer a todos vocês que estiveram em oração e ao meu lado. Vamos permanecer em oração para que Deus possa nos abençoar e que tudo possa dar certo”, afirmou.

Acusação de terrorismo

Douglas foi preso em 5 de fevereiro, sob a acusação de terrorismo, que segundo a polícia dos Estados Unidos teria sido praticado contra a rede supermercadista Wegmans, em Massachusetts.
Ele é pastor auxiliar na igreja Philadelphia Ev. Church, em Framingham, e foi preso em casa, em Natick.
O valadarense foi acusado ter enviado mensagem ao supermercado, via e-mail, dizendo que entraria em uma loja atirando e jogando bombas contra os funcionários.
A acusação entendeu que havia uma suposta motivação para as ameaças, que seria o fato de ele ter sido dispensado de um sistema virtual de delivery que prestava serviços ao supermercado, o Instacart, e ter atribuído a motivação a queixas de funcionários, o que a família também contesta.
Douglas ainda foi acusado de fraude de identidade e posse de documentos fraudados no Departamento de Registro de Veículos Automotores.
Estado Minas – em 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui