Após a eliminação ainda na 3ª pré-eliminatória da UEFA Champions League 2020-21, antes mesmo de chegar à fase de grupos, o técnico Jorge Jesus negou qualquer arrependimento por ter trocado o Flamengo pelo Benfica, que nesta última quarta-feira (16 de setembro) perdeu por 2 a 1 para o PAOK, da Grécia, e disse adeus à principal competição de clubes da Europa.

Em coletiva de imprensa nesta quinta (17), antes de encarar o Famalicão na estreia da Liga NOS, fora de casa, besta sexta (18), o Mister deixou claro que sabia o tamanho do desafio que encontraria na sua volta a Portugal para mais uma passagem pelas Águias.

“Arrependido da volta a Portugal? Não… quando se toma decisões são sempre de risco. Numa equipe como o Benfica, os objetivos são sempre ganhar e a régua fica alta. Mas correr riscos é o que tenho feito em parte da minha carreira, desde que saí do Benfica até chegar ao Flamengo. Vim com convicção que íamos ter uma tarefa difícil, que íamos ter uma boa equipe, e, nestas 5 semanas, o Benfica vai fazer uma equipe forte e com muita qualidade. Não tenho nenhum arrependimento, cada vez mais me motiva não termos passado, para que o futuro seja risonho. Com trabalho e adaptação dos jogadores que estão a chegar, o Darwin (Núñez) chegou há uma semana… tínhamos responsabilidade, mas isso não serve de desculpa”, começou por dizer.

“As vitórias são o alimento de todos os problemas que você possa ter. Quando você não ganha nada está errado, os jogadores recuperam melhor, porque a mente está mais confiante. Esta equipe sabe que está dando os primeiros passos, sabemos que vamos crescer muito e espero que amanhã (contra o Famalicão) estejam tão confiantes como estavam quando chegamos à Grécia. Não saiu como pensávamos, mas a vida é caminhando e temos muitos objetivos para conquistar e confiança na equipe que temo”, concluiu Jesus.

Fox Sports

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui