(Crédito: Gabriel Reis)

Quando soube que o ministro Celso de Mello poderia mandar apreender seu celular, Bolsonaro disse que só o entregaria “se fosse um rato”.

Mas a deputada Joice Hasselmann, ex-aliada do presidente, avisou: “Qual celular será apreendido? Bolsonaro troca de aparelho a cada quatro meses e tem vários. Sem contar que já apagou tudo”, advertiu.

A apreensão de celulares poderia também alcançar os aparelhos de seu filho e vereador, Carlos Bolsonaro.

“O problema é que a esta altura, Carluxo já deve ter jogado o telefone no mar, como fez com o laptop solicitado pela CPMI das Fake News”, lembrou a deputada, que denunciou “os meninos” de Bolsonaro por espalharem notícias falsas na praça.

Istoé 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui