Reprodução/Instagram

Kolbeinn Sigthorsson

O IFK Gotemburgo, da Suécia, decidiu nesta sexta-feira (03) suspender o atleta Kolbeinn Sigthórsson devido às investigações acerca de abuso e agressão sexual por parte do islandês. O caso levou à queda de todo o comitê executivo e do presidente da Federação Islandesa de Futebol, acusados de tentar encobrir as acusações.

Uma investigação interna está em andamento para poder tomar uma decisão sobre o caminho a seguir para o IFK Gothenburg como empregador e pessoalmente para Kolbeinn.

Quando tal decisão for tomada, iremos informá-la.”

Vale ressaltar que há dois dias, um grande número de torcedores do IFK Gotemburgo se dirigiram ao CT do clube e pediram o afastamento do jogador.

Na última semana a vítima identificada como Thórhildur Gyda Arnarsdóttir, de 25 anos, veio a público para expor um incidente que ocorreu em setembro de 2017, numa balada localizada em Reiquiavique, capital da Islândia. A mulher afirmou que o jogador da seleção islandesa admitiu o incidente, se desculpou e ainda ofereceu uma compensação financeira.

A imprensa islandesa identificou o atleta como sendo Kolbeinn Sigthorsson, jogador com passagens por AZ Alkmaar, Ajax, Nantes e Galatasaray. Pela seleção, Sigthorsson atuou em 64 partidas, anotou 26 gols e participou da Eurocopa 2016.

IG

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui