A eleição no município de Alagoa Grande, no brejo paraibano, promete ser a mais pitoresca dos últimos tempos. Tudo porque em uma jogada inimaginável, o deputado estadual João Bosco Carneiro (Cidadania), que tem sua principal base eleitoral na cidade, adotou uma estratégia que dá praticamente 70% de chances de vitória na cidade, lançando familiares em chapas opostas – um integrando a majoritária do lado da situação e outra também na majoritária, do lado da oposição.

Do lado governista, o parlamentar se aliou ao atual prefeito e candidato à reeleição, Sobrinho, e aproveitou para indicar o filho, João Bosco Neto, do Cidadania, como vice na chapa.

Já pela oposição, Júnior, como é conhecido o parlamentar na cidade, lançou sua irmã Manuella Carneiro (PDT) para disputar a prefeitura da cidade contra a chapa dos sobrinhos (o prefeito e o parente). Manuella, por sua vez, tem como companheiro de chapa Beto do Sindicato.

A população na cidade está perplexa com a jogada. Há até quem aposte que a movimentação beneficie a candidatura da oposição, que conta ainda com a candidatura de Boda do PL e Evaldo do PROS. Este último é o atual vice de Sobrinho, mas foi escanteado pelo prefeito para acomodar o filho do deputado Bosco Carneiro na chapa.

A guerra familiar, com mentiras e traições, tem tudo para virar enredo de novela mexicana, pelas emoções fortes que está prometendo provocar até o dia 15 de novembro

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui