O governador João Azevêdo autorizou, nesta segunda-feira (21), o início da construção do Hospital da Mulher, no bairro Cruz das Armas, em João Pessoa, onde serão investidos mais de R$ 80 milhões na obra e aquisição de equipamentos.  A unidade será referência na promoção e saúde da mulher, dentro de uma estrutura especializada e moderna com 203 leitos, garantindo a ampliação assistencial à população.

Continua depois da publicidade

A assinatura da ordem de serviço contou com as presenças de diversas autoridades, como o prefeito de João Pessoa, Cícero Lucena, o vice-prefeito Léo Bezerra, os deputados federais Frei Anastácio, Hugo Motta, Efraim Filho e Wilson Santiago. Também estiveram presentes os deputados estaduais Adriano Galdino (presidente da Assembleia Legislativa), Lindolfo Pires, Pollyanna Dutra, Hervázio Bezerra, João Gonçalves, Ricardo Barbosa, Wilson Filho, Júnior Araújo, Jutay Meneses, Tião Gomes, além do vereador de João Pessoa, Zezinho do Botafogo, prefeitos e auxiliares da gestão estadual.

Na ocasião, o chefe do Executivo estadual ressaltou que a ordem de serviço para a construção do Hospital da Mulher representa um dia histórico para a saúde da Paraíba. “Esse é um equipamento extraordinário que vai mudar a realidade do atendimento à mulher em várias especialidades. As obras já começam imediatamente, atendendo as demandas da população, assegurando uma saúde de qualidade e esta data ficará marcada porque estamos tendo a oportunidade de construir um futuro na área médica, com equipamentos de última geração, honrando compromisso com a melhoria da qualidade de vida das pessoas a partir da efetivação de políticas públicas”, frisou.

O secretário de estado da Saúde, Geraldo Medeiros, destacou que o Hospital da Mulher será um dos maiores do Norte/Nordeste. “Esse é um benefício muito grande para os moradores da Grande João Pessoa que terão um complexo materno-infantil de alta complexidade com a disponibilidade de Centro de Imagem completo com ressonância magnética, tomógrafo, angiógrafo, o que permitirá uma medicina de alta definição e alto nível, proporcionando menor invasão do paciente e reduzindo a mortalidade materna e neonato”, explicou.

“É uma honra participar de um evento como esse que demonstra o compromisso com a qualidade do serviço público e o carinho e respeito com as pessoas. Tenho certeza de que faremos novas parcerias para continuar cuidando da Paraíba e dos paraibanos”, disse o prefeito de João Pessoa, Cícero Lucena.

O presidente da Assembleia Legislativa, Adriano Galdino, enalteceu mais uma ação do governo na área da Saúde. “Esse é um momento especial para a saúde pública e para as mulheres paraibanas. O governador João Azevêdo tem feito a diferença com um olhar social que tem construído soluções, buscando uma Paraíba melhor e mais justa, com obras estruturantes que estimulam a autoestima e a qualidade de vida das pessoas”, falou.

Hospital da Mulher – A unidade atenderá as especialidades de obstetrícia, ginecologia, mastologia e irá disponibilizar um centro diagnóstico e de imagem de alta resolução, passando a cuidar da saúde integral da mulher em todos os ciclos da vida, tanto na assistência hospitalar como também na ambulatorial, com serviços de prevenção e orientação integrais.

Além disso, serão oferecidos serviços de urgência e emergência 24h, serviço de referência ao Atendimento de Vítimas de Violência Sexual, com consultórios exclusivos por perfil da paciente e ambulatório de egressa do pré-natal de alto risco. A unidade pretende ainda implantar um novo modelo de atenção ao parto, nascimento e à saúde da criança com a implementação de uma rede de atenção que garanta acesso, acolhimento e resolutividade, reduzindo, assim, a mortalidade materna e neonatal.

O Hospital da Mulher contará com salas de Urgência e Emergência; ambulatório; Banco de Leite Humano; Centro de Diagnóstico por Imagem; Unidade de Nutrição Enteral; Unidade de Alimentação e Nutrição; Central de Vestiários/banheiros de funcionários e repouso; Casa de Gestante, Bebê e Puérpera (CGBP);  estacionamento; internação para lactantes e bebês; Posto de Coleta de Leite Humano; Laboratório; Agência Transfusional; Ensino e Pesquisa; Centro Cirúrgico Obstétrico e Ambulatorial; Unidade de Tratamento Intensivo Adulto; Unidade de Terapia Intensiva Neonatal Convencional; Unidade de Cuidado Intermediário Canguru – Ucinca; Unidade de Cuidado Intermediário Adulto; Unidade de Cuidado Intermediário Neonatal Convencional; Centro de Parto Normal e Central Abastecimento Farmacêutico.

Nenhuma descrição disponível.

Foto: José Marques

Paraíba Urgente 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui