O fato de o Cidadania ter apoiado a candidatura do hoje prefeito Cícero Lucena (PP) na disputa eleitoral e, em contrapartida, não ter indicado nomes de aliados para ocupar secretarias na administração municipal chamou a atenção de muita gente, mas, para o governador João Azevêdo, principal estrela do Cidadania, a movimentação foi mais do que normal.

Isso porque, segundo ele, em nenhum momento nunca houve discussão sobre troca de cargos. João ainda deixou claro que a não indicação de nomes ocorreu, sobretudo, pelo fato do que ele entende como política, que não tem nada a ver com ocupação de espaços.

“Isso aconteceu em função do que eu entendo ser política. Nós não podemos fazer política baseada na troca de cargos. Não é isso! Quando Cícero me procurou a primeira vez, no início da campanha, ele estava ainda para confirmar sua postulação à prefeitura de João Pessoa, nós tivemos uma conversa e desde então, até sua eleição, jamais foi colocado condições de ocupar essa ou aquela secretaria. O prefeito sempre se colocou à disposição para dialogar, discutimos com relação a nomes para compor a equipe. O Cidadania tem alguns participantes no governo e um representante maior que é o vice prefeito Léo Bezerra. Foi baseado nessa representação que firmamos a aliança que deu certo e foi vitoriosa, mas não em cargos de secretários”, ressaltou.

De acordo com o governador, o que interessa é a construção de parcerias para proporcionar melhores dias para a cidade.

“O que me interessa é a gestão e a parceria possível entre governo do estado e prefeitura para que possamos promover uma união entre estado e município na busca de melhores dias para essa cidade”, emendou.

Blog do Ninja 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui