Geisy ArrudaReprodução

Geisy Arruda fez revelações picantes ao relatar ida a uma casa de swing, local dedicado à prática de troca de casais. A influenciadora explicou o funcionamento e deu detalhes das abordagens. “Dificilmente um homem vai sozinho. São casais que frequentam o lugar e, geralmente, é a mulher que negocia o envolvimento com outras pessoas. Não sou homem que fico contando, mas eu já peguei uns 8, 10 em uma casa de swing…mas não foi só dá.
Peguei aqui, chupei ali”, abriu o jogo Geisy, que foi reconhecida uma vez e não gostou. “Saíram correndo atrás de mim no labirinto. Fiquei brava. O ambiente é bem escuro, mas me reconheceram e quando isso acontece, eu viro o centro do negócio e todo mundo quer me comer.

Durante a entrevistas ao PodCast 4talkcast comandado por Victor Sarro e Marina Mantega, ela também contou que, apesar de ter recebido propostas para transar por dinheiro, ela negou os convites. Geisy revelou que o prazer vem em primeiro lugar.

“Nunca fiz sexo por dinheiro, mas transava com um cara que tinha muito dinheiro e ele me dava uma ajuda para eu pagar meu cartão. Era meu sugar dady. Já me ofereceram para fazer programa em Angola e outros países, mas não topei. Se o sexo for em troca de dinheiro perde o conceito de prazer para mim”, declarou ela.

Ela também falou sobre a imagem que quer passar para as pessoas “A imagem que eu quero passar é a Geisy, que todo mundo conhece, aquela Geisy que foi hostilizada há 11 anos por causa de um vestido curto. Continuo usando roupas curtas, só que agora eu tenho quatro milhões de seguidores, eu monetizo muito. Eu ganho dinheiro com a internet, tenho três livros e tenho um podcast de contos narrados. A pessoa paga para ouvir os meus contos”.

O Dia 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui