A Itália, que mostrou um bom futebol, conquistou uma merecida vitória sobre a Holanda (1-0), nesta segunda-feira em Amesterdã, e confirmou a solidez adquirida pelos ‘azzurri’, que, na ausência de Marco Verratti, puderam contar com Nicolo Barella, em ótima forma.

© MAURICE VAN STEEN O meia italiano Nicolo Barella comemora com Leonardo Spinazzola após seu gol na partida do grupo da Liga das Nações contra a Holanda em Amsterdã em 7 de setembro de 2020O atacante da Noruega Erling Braut Haaland (esq.), que marcou duas vezes na partida do grupo da Liga das Nações contra a Irlanda do Norte em Belfast no dia 7 de setembro de 2020

© Paul Faith O atacante da Noruega Erling Braut Haaland (esq.), que marcou duas vezes na partida do grupo da Liga das Nações contra a Irlanda do Norte em Belfast no dia 7 de setembro de 2020

Com esta vitória, a seleção tetracampeã comandada por Roberto Mancini, invicta há dois anos (16 jogos; 13 vitórias e 3 empates), assumiu a liderança do Grupo 1 da Liga A, à frente da ‘Oranje’.

O meia italiano Nicolo Zaniolo chuta por cima do gol da Holanda, na partida do Grupo A da Liga das Nações, disputada em 7 de setembro de 2020 em Amsterdã

© MAURICE VAN STEEN O meia italiano Nicolo Zaniolo chuta por cima do gol da Holanda, na partida do Grupo A da Liga das Nações, disputada em 7 de setembro de 2020 em Amsterdã

Mesmo jogando em casa, os jogadores da Holanda se mostraram cansados, depois que dez dos onze titulares disputaram há três dias o duelo que terminou com uma vitória sobre a Polônia (1-0).

Com maior energia e uma equipe muito renovada em relação à que jogou na sexta-feira contra a Bósnia (1-1), a seleção italiana ditou o ritmo da partida.

Lorenzo Insigne, Ciro Immobile e Leonardo Spinazzola tiveram a liberdade para atacar pela esquerda, com o lateral-esquerdo Spinazzola criando a primeira chance com um rápido disparo que foi pela linha de fundo aos 17 minutos.

Seu cruzamento encontrou seu companheiro de equipe na Roma Nicolo Zaniolo, que não teve a sorte de abrir o placar com uma acrobática bicicleta.

Dois minutos mais tarde, Immobile cortou da mesma ponta antes de disparar um chute para fora, e 10 minutos antes do intervalo foi a vez de Insigne atacar da esquerda e disparar para longe.

A Itália marcou o gol da vitória pouco antes do intervalo graças a uma bela cabeçada de Barella nos acréscimos do primeiro tempo (45+1).

“Estou feliz pela mentalidade, pelo desempenho, os meninos realmente jogaram de forma brilhante”, disse o técnico Mancini.

“Você não ganha 11 jogos consecutivos se não tiver uma boa mentalidade. Os times que derrotamos não eram tão bons quanto a Holanda ou a Alemanha, mas vencer jogos ainda é difícil”.

O principal motivo de preocupação para os italianos é a lesão do atacante Nicolo Zaniolo, após uma pancada, aparentemente no joelho esquerdo.

O jogador da Roma passou muito tempo fora de campo na temporada passada devido a uma grave lesão no joelho direito.

– Haaland brilha –

Os “azzurri” estão um ponto à frente dos holandeses, que jogam sob o comando do técnico interino Dwight Lodeweges, após a saída de Ronald Koeman para o Barcelona, e da Polônia, terceira colocada, após a vitória de virada por 2 a 1 fora sobre a seleção de Bósnia e Herzegovina.

Os anfitriões abriram o placar com um pênalti cobrado pelo meia-atacante Haris Hajradinovic aos 24 minutos. Mas os poloneses reagiram e marcaram dois gols. O primeiro veio pouco antes do intervalo, por meio do zagueiro Kamil Glik (45). E o segundo gol foi marcado pelo atacante Kamil Grosicki (67).

No segundo escalão da Liga das Nações, a Liga B, o jovem norueguês Erling Haaland, sensação da última temporada pelo Borussia Dortmund, voltou a brilhar marcando dois gols na goleada  de 45 a 1 da Noruega sobre a Irlanda do Norte.

Há dois dias, o atacante já havia deixado sua marca na derrota em casa para a Áustria (2-1).

Além dos gols, Haaland, de 20 anos, deu uma assistência para Alexander Sorloth, que também marcou dois gols sobre a fraca seleção da Irlanda do Norte.

A Noruega (3ª do Grupo 1) tem agora os mesmos três pontos da Áustria (2ª), que perdeu em casa para a Romênia (1ª, com 4 pontos) por 3 a 2.

Também na Liga B, a Escócia lidera seu Grupo 2 depois de vencer por 2 a 1 a República Tcheca, seleção seriamente afetada pelo coronavírus.

No mesmo grupo, Israel empatou em casa em 1 a 1 com a Eslováquia.

alu/iga/psr/aam

AFP

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui