A ressaca acabou. Após dolorida eliminação nas semifinais da Libertadores, o Atlético Mineiro virou a página para seguir firme na caminhada rumo ao título no Brasileiro. Na noite deste domingo, o Galo recebeu o embalado Internacional no Mineirão e, depois de muito insistir, contou com gol de Keno para vencer por 1 a 0.

Com o resultado, o time comandado por Cuca chega a 49 pontos e abre 11 do vice-líder Palmeiras, que ainda joga na rodada. Do outro lado, o Colorado interrompe sequência de três vitórias e permanece com 32, na sétima colocação.

Força na marcação O primeiro tempo foi marcado por uma verdadeira batalha de estratégias no Mineirão. De um lado o Atlético adiantou suas linhas e buscou ditar o ritmo das ações, e do outro um Inter disposto a marcar firme e fechar os espaços para explorar os contra-ataques.

Nos minutos iniciais, o Galo deu indícios de que era o dono da estratégia vencedora. Logo aos dois, Eduardo Sasha recebeu na entrada da área e bateu com perigo. A bola subiu. Pouco depois, Nathan Silva tentou pelo alto, mas não conseguiu finalizar com qualidade.

O Inter, por sua vez, manteve a marcação ajustada e, com paciência, aguardou as oportunidades para descer em velocidade. E elas vieram. Aos 18, após bola recuperada na intermediária, Taison arrancou e serviu Yuri Alberto, que invadiu a área e finalizou para boa defesa de Everson.

Com o passar do tempo, o duelo foi se desenhando ainda mais para os gaúchos. Sem a dinâmica ofensiva habitual, o Galo errou demais no ataque e ofereceu espaços para o Colorado, que esteve mais perto do primeiro gol. Aos 40, após bela transição pela direita, Yuri Alberto recebeu de Edenilson e, de primeira, bateu firme.

Atento, Everson fez mais um grande intervenção para manter o zero no placar.3 Galo pressiona e vence O desenho da partida seguiu o mesmo nos primeiros minutos da etapa complementar: o time comandado por Cuca foi para cima, mas encontrou muita dificuldade para superar a forte marcação colorada, que não cedeu muitos espaços.

Além da boa marcação, o Inter continuou encaixando boas transições. Aos 15, Taison puxou contra-ataque, avançou com muita liberdade pelo meio e, na entrada da área, bateu rasteiro para defesa de Everson. Buscando soluções melhor o desempenho, Cuca mandou a campo Keno e Zaracho nos lugares de Sasha e Jair. Funcionou. As alterações deram mais mobilidade ao Galo pelos lados, principalmente o esquerdo.

Aos 27, Arana dominou na linha de fundo, colocou na área e Keno quase fez. Hulk também tentou cobrança de falta ensaiada, mas ninguém apareceu para completar. A pressão mineira ganhou forma e foi recompensada aos 33, quando Hulk passou por Dourado na área e rolou para Keno marcar o gol da vitória atletticana no Mineirão.

O Gol 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui