A Holanda superou o muro de Gibraltar no primeiro tempo e deslanchou no segundo para vencer por goleada, aplicando 7 a 0 para vencer a segunda nas Eliminatórias.  A situação no grupo G é bem equilibrada: holandeses somam seis pontos, assim como a Turquia (que ainda joga na rodada), Montenegro e Noruega.

Gibraltar ainda não pontuou.  O muro A pergunta no primeiro tempo não era quem marcaria primeiro, mas quanto tempo a Holanda levaria para sair na frente. A resposta não foi a esperada: o gol tardaria a sair.

Apesar do enorme controle do jogo, os holandeses não conseguiam, de fato, achar espaço na defesa inimiga. Nem tanto por falta de agressividade, mas pela dificuldade imposta pelo adversário. Gibraltar colocava muitas vezes nove homens na área, um muro quase intransponível.

Ainda assim, houve chances claras. Dumfries perdeu uma delas, em cabeçada na pequena área para fora. O goleiro Coleing foi bem também e fez ao menos duas grandes defesas. Aos 41 minutos, enfim, saiu o gol. Dumfries recebeu lançamento na área e rolou para Wijnaldum.

O meia do Liverpool dividiu com a zaga e a bola sobrou para Berghuis, que mandou de canhota para a rede.  Porteira aberta O segundo gol holandês saiu logo no início do segundo tempo. Berghuis fez o cruzamento e Luuk de Jong desviou. A bola ainda pegou na defesa para enganar de vez Coleing.

A porteira abriu de vez para a Laranja, que fez um segundo tempo muito mais confortável. A resistência de Gibraltar caiu e Depay, em cobrança de falta que desviou na barreira, abriu 3 a 0.

A partir do gol de Depay, a seleção holandesa conseguiu uma sequência fulminante: Wijnaldum marcou o quarto e Malen o quinto. Foram três gols em cinco minutos.  Nos minutos finais, mais dois gols para definir a goleada. Van de Beek e Depay fecharam a conta em 7 a 0. O que no início parecia difícil acabou fácil, fácil…

O Gol 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui