A Holanda estreou com vitória na Liga das Nações. A atual vice-campeã contou com gol de Steven Bergwijn para vencer a Polônia por 1 a 0, em Amsterdã. Os poloneses não tiveram o craque e goleador Robert Lewandowski, poupado devido ao desgaste da reta final de temporada.  O time holandês lidera o grupo 1 da Liga A, a ”primeira divisão” do torneio, com três pontos.

Na próxima rodada, a Laranja Mecânica vai receber a Itália. Já a Polônia, vai visitar a Bósnia. Ambos os jogos serão na segunda-feira, dia 7 de setembro.  Pouca criação As duas seleções demoraram a acordar. Os primeiros minutos em Amsterdã foram fracos, com pouca inspiração de ambos os lados e, consequentemente, sem chances de gol.

Até os 20, a única chegada foi dos visitantes, mas o chute de Jozwiak foi torto e não levou perigo. A Holanda conseguiu responder em uma batida cruzada de Promes, mas a bola foi para fora. Da metade para o final da primeira etapa, o jogo esquentou. A Polônia conseguiu encaixar um bom contra-ataque e, após uma triangulação, a bola foi cruzada rasteira e Piatek bateu para a defesa de Cillesen.

Já os donos da casa quase abriram o placar em duas oportunidades. Na primeira, Depay aproveitou a sobra dentro da área, mas pegou mal e a finalização foi para fora. No último lance antes do intervalo, De Jong recebeu e mandou uma bomba na trave. Para o gasto A Holanda voltou do vestiário mantendo a posse bola, mas com uma postura mais agressiva, próxima ao gol polonês.

Aso três minutos, Promes levantou na pequena área e encontrou Depay. Porém, a bola escapou na hora do domínio e o goleiro segurou firme. O atacante apareceu em outra chegada. Desta vez, Van Dijk lançou e encontrou o jogador do Lyon na entrada da área, Szczesny saiu do gol, Depay tentou por cobertura mas parou no goleiro polonês.

No ataque seguinte, não teve jeito. De Jong deu um lindo passe na diagonal e encontrou Hateboer. O lateral tocou para o meio da área e Bergwijn apenas escorou para o gol vazio: 1 a 0.

O gol prometia melhorar a partida, com a Polônia precisando se lançar ao ataque em busca do empate e dando mais espaços aos holandeses. Entretanto, o ritmo foi diminuindo com o passar dos minutos. A Laranja Mecânica se acomodou com o resultado. Sem criatividade, os poloneses tinham dificuldade para romper a linha defensiva adversária.

Quando tinha a posse, a Holanda pouco agredia o rival e parecia mais aguardar o apito final, que veio e confirmou os primeiros três pontos para os atuais vice-campeões da Liga das Nações.

O Gol

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui