O deputado estadual Hervázio Bezerra falou na tarde desta terça-feira (25) durante entrevista à rádio Correio FM sobre a postura que o ex-prefeito de João Pessoa Luciano Cartaxo teve nas últimas eleições e a herança que esta postura deixa para que ele possa concorrer a algum cargo eletivo nas eleições de 2022.

De acordo com Hervázio não ter tomado partido de nenhum dos dois candidatos no segundo turno em João Pessoa, após sua candidata à sucessão ter sido derrotada no primeiro, enfraquece a liderança polícia de Cartaxo.

Hervázio apontou que ao seu ver a postura do ex-gestor deixa dúvidas com relação a uma marca deixada por ele nas eleições passadas que podem reverberar no pleito do próximo ano.

“Eu tenho o seguinte conceito: o líder sendo líder ele tem que indicar aos liderados qual é a sua escolha. Ele [Cartaxo] podia chegar e dizer até que ia anular o voto, mas liberar jamais. Se você perguntar a qualquer comunicador e qualquer agente político do nosso estado a marca que ficou da primeira eleição de Luciano Cartaxo é de que ele foi eleito com o apoio de Agra, agora se preguntar qual a marca que Cartaxo leva como ex-prefeito aí é outra coisa” declarou complementando:

“Estou fazendo a análise de Luciano prefeito da capital e mandate da sucessão e ao meu ver eu jamais deixaria de tomar parte, ou eu teria apoiado Nilvan ou Cícero ou diria que iria anular meu voto seria uma posição extremista mas era uma posição e ele simplesmente não tomou. Política é você chegar e somar” concluiu.

PB Agora

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui