Continua depois da publicidade

Nesta terça-feira (8), a Sexta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) acolheu, por unanimidade, o pedido da defesa do ex-governador Ricardo Coutinho (PT) permitindo ao petista o direito de se ausentar da comarca de João Pessoa sem a necessidade de autorização judicial prévia.

Ricardo cumpria Medidas Protetivas determinadas pelo desembargador Ricardo Vital de Almeida no âmbito da operação Calvário, do Ministério Público da Paraíba. O ex-governador chegou a ser preso no final de 2019, sob a acusação de envolvimento com suposta organização criminosa instalada no Estado entre 2011 e 2018.

De acordo com os advogados Igor Suassuna e Eduardo Cavalcanti, que atuam na defesa do ex-gestor, “o entendimento do STJ está em consonância com a legislação e com os precedentes das Cortes Superiores no sentido de que as medidas cautelares, por restringirem o direito de ir e vir, não podem ter duração indefinida”.

Nas eleições deste ano, Ricardo Coutinho tentará disputar uma vaga no Senado pelo PT. No entanto, o petista ainda precisará reverter a inelegibilidade imposta em 2020 pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

com informações do Blog do Suetoni Souto Maior

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui