Após a derrota para o Palmeiras na final da Copa do Brasil, o Grêmio foi colocado à prova na Pré-Libertadores e começou com o pé direito. Diante do modesto Ayacucho, do Peru, o Tricolor Gaúcho se aproveitou da fragilidade adversária e, com direito a hat-trick de Diego Souza, atropelou: 6 a 1.

Com o placar estabelecido em Porto Alegre, o time de Renato Portaluppi, além de encaminhar a classificação para a próxima fase, iguala a maior goleada do clube na história da Libertadores, que aconteceu em 1984 contra o Mérida, da Venezuela.

Com facilidade, Grêmio atropela Diante de um adversário muito limitado, o Grêmio nem precisou fazer força para construir o resultado na primeira etapa. Logo aos três minutos, Maicon levantou bola para Pinares, que serviu David Braz.

O zagueiro, com o gol aberto, só teve o trabalho de desviar para as redes. Completamente perdido, o modesto Ayacucho seque conseguiu oferecer resistência aos gremistas. Frágil defensivamente, os peruanos foram ainda piores com a bola nos pés. Apesar de todo o espaço, o Tricolor Gaúcho até que demorou para voltar a se aproveitar da fragilidade adversária.

Aos 27, Pinares enfiou linda bola para Ferreirinha, que invadiu a área, driblou o goleiro e marcou o segundo. Pouco depois, Alisson recebeu bom passe e foi puxado na área. Pênalti. Na cobrança, Diego Souza bateu firme e aumentou a vantagem. O camisa 29 não parou por aí. Após boa jogada individual, Diego bateu firme de canhota e anotou o quarto.

Tricolor tira o pé, mas aumenta goleada   Na etapa complementar, a equipe comandada por Renato Portaluppi tirou o pé do acelerador e passou a não pressionar tanto a equipe peruana, que até tentou sair para o ataque, mas encontrou muita dificuldade. Até que aos 27, o que parecia improvável aconteceu em Porto Alegre.

Após cobrança de escanteio de Ardiles, Vanderlei saiu mal do gol e viu a bola se oferecer para Quina, que completou para o fundo das redes. Não demorou, e o Grêmio respondeu com mais um gol. Depois de dividida entre Isaque e Diego Souza, a bola se ofereceu para Guilherme na área.

O atacante dominou, ajeitou e bateu no cantinho para ampliar ainda mais o marcador na Arena: 5 a 1. Nos minutos finais, o Tricolor Gaúcho foi para cima e marcou gol histórico. No contra-ataque, Diego Souza recebeu pelo meio, passou por três marcadores e deu um toque sutil na saída do goleiro para marcar seu terceiro na partida, o sexto do Grêmio, igualando a maior goleada do clube na história da Libertadores.

O Gol

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui