Foto: Ascom

Em entrevista concedida à imprensa da Capital, o governador da Paraíba, João Azevedo (Cidadania)rebateu a declaração do ex-senador tucano, Cássio Cunha Lima, que disse que o rompimento entre Azevedo e o ex-governador, Ricardo Coutinho (PSB) era fajuto e que ninguém acreditava que os dois estariam afastados desde o desenrolar da Operação Calvário.

O primeiro fato provado pelo governador do rompimento políticos é que o Cidadania não fará aliança com o PSB em nenhum município paraibano nas eleições municipais. Depois criticou Cássio Cunha Lima por fazer uma observação sem saber da realidade dos fatos por estar afastado do cenário político da Paraíba.

“Eu acho que o senador precisa se ocupar mais. Primeiro ele tem que vir mais à Paraíba para entender o que está acontecendo nesse processo. Isso não existe de forma nenhuma (se referindo ao fato de ainda estar ligado a Ricardo). Todos sabem que eu saí do PSB desde o ano passado”, destacou.

Azevedo enfatizou ainda não ter vinculação e nem relação e não tem nenhuma aliança com o PSB em canto algum do Estado da Paraíba até porque foi uma das condições colocadas por ele, no trato da formalização de alianças no processo das eleições municipais.

“Até porque seria uma incoerência de minha parte ter saído de um partido como eu saí praticamente expulso pela falta de reconhecimento da direção nacional e ter aqui, nesse momento das eleições uma relação de aliança com o PSB. Já mostramos isso claramente”.

Paraíba Online 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui