Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Logo após a decisão dada pelo juiz da 64ª Zona Eleitoral, Fábio Leandro de Alencar Cunha, nesta terça-feira (20), suspendendo a intervenção no Diretório Municipal do Partido dos Trabalhadores de João Pessoa, a presidente nacional do partido, Gleisi Hoffmann, emitiu um nota criticando a decisão e disse que vai recorrer contra mais uma intervenção, a qual ela considerou indevida, da Justiça paraibana em decisões internas tomadas democraticamente pela Direção Nacional do PT.

Conforme Hoffmann, a intervenção no Diretório Municipal de João Pessoa foi decidida por ampla maioria de votos com base nos estatutos de resoluções anteriores do PT sobre o lançamento de candidaturas nas eleições municipais.

“No caso de João Pessoa, é a candidatura do ex-governador Ricardo Coutinho, que pode unir uma frente de oposição ao governo Bolsonaro e defender os interesses da população. O PT não será cúmplice da armação do governo da Paraíba e da Direita para prejudicar Coutinho. É isso que significa a candidatura de Anísio, que rompeu com a democracia partidária. O PT tem lado e é o lado do povo de João Pessoa”, assinou Gleisi Hoffmann com a anuência do secretário geral do PT, deputado federal Paulo Teixeira.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui