Nacho Fernández, herói do gol, foi expulso e desfalcará o time no jogo do Mineirão
(foto: Juan Mabromata / POOL / AFP)
Galo deu um passo gigantesco para chegar às semifinais da Copa Libertadores da América. Venceu o River por 1 a 0, em Buenos Aires, gol do ex-jogador do clube argentino, Nacho Fernández, e terá a vantagem de jogar pelo empate, semana que vem, no Mineirão. Uma vitória maiúscula de quem realmente quer chegar à decisão. Cuca mudou o time no vestiário e a equipe voltou com outra postura. Nacho Fernández, herói do gol, foi expulso e desfalcará o time no jogo do Mineirão.
O River começou dominando o Galo, como era de se esperar, mas o time mineiro estava bem organizado, tentando achar um contra-ataque. Nacho e Hulk dialogavam bem e tentaram criar chances, mas, ambos estavam bem marcados. Faltava o último passe, aquele que deixaria os atacantes na cara do gol. Mas foi o River quem esteve mais perto, quando Angileri avançou e chutou forte.
A bola explodiu na trave, com Everson já batido. Carrascal pegou o rebote e chutou. Alonso salvou o Galo. Angilieri cruzou para Romero cabecear para grande defesa de Everson. Só dava River. Pela esquerda, em cima de Mariano, o River chegava com perigo.
O time argentino espremia o Galo em seu próprio campo. Porém, numa boa tabela, Vargas deixou para Zaracho que chutou livre, a bola passou rente a trave. Ele estava frente a frente com Armani e perdeu a maior chance do time mineiro. O River chegava com facilidade na área atleticana, mas faltava o toque final.
River quase marcou com Álvarez, mas Everson fez uma defesa espetacular. Aliás, ele fez 3 grandes defesas que salvaram o Galo. Nos primeiros 45 minutos, o Galo conseguiu manter o 0 a 0 e isso foi importante, pois todos sabem a dificuldade que é jogar contra o River no Monumental de Nuñes.

No segundo tempo o Galo em 3 minutos deu dois chutes perigosos que quase resultaram em gol. E não ficou só nisso. Mariano cruzou, Arana pegou de primeira e fuzilou. A bola explodiu na zaga. Era outro Galo, mais agressivo, percebendo que se continuasse encolhido, perderia o jogo. Nacho deixou Vargas na cara do gol, mas ele chutou em cima de Armani. Hulk arriscou de longe. A bola foi fora. Cuca mexe muito bem nos intervalos dos jogos, sem fazer mudanças de nomes, mas da postura tática. Romero cortou e bateu. Everson salvou, outra vez.
E o Galo marcou com belo passe de Hulk para Nacho Fernández, que fuzilou seu ex-companheiro Armani. 1 a 0.
Allan viu Armani adiantado. A bola, caprichosamente bateu no travessão. Seria um gol de placa. Que pintura! Hulk bateu falta e obrigou Armani a fazer grande defesa. Nacho fez falta, sem querer, solando a canela do jogador do River. O árbitro foi chamado pelo VAR e expulsou o jogador do Galo. Na cobrança da falta, Everson fez grande defesa. Nem isso tirou a vitória alvinegra. E ela pode ser atribuída a 4 personagens: Everson, Hulk, Nacho e Cuca. O técnico foi perfeito ao mudar a postura do time na etapa final.
DIEGO COSTA
Antecipei na terça-feira, que a negociação estava fechada e que faltavam poucos detalhes para a assinatura do contrato do jogador espanhol com o Galo. A torcida atleticana do bem, me acompanhou e parabenizou pelo furo de reportagem. É o Estado de Minas e o Superesportes sempre saindo na frente, com o compromisso com nossos assinantes. E olha que não é fácil, pois os privilégios dados a determinados setores são vergonhosos.
CLASSIFICADO
Em Assunção O Flamengo meteu 4 a 1 no Olímpia, e praticamente assegurou vaga na semifinal da Libertadores. Mesmo tendo o jogo de volta, semana que vem, em Brasília, não acredito que o time paraguaio, fraco e limitado, consiga fazer 4 a 0. É improvável, mas nada é impossível no futebol. O Flamengo sobrou, perdeu inúmeros gols e poderia ter feito uns 8. Foi a primeira vez que o time rubro-negro derrotou o paraguaio na Libertadores. E uma vitória contundente, com qualidade, mostrando a superioridade do seu elenco. Fluminense e Barcelona de Guaiaquil jogam hoje no Maracanã. Um deles será o adversário do Flamengo na semifinal.
Estado de Minas 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui