O Fortaleza segue dando provas de sua força no Campeonato Brasileiro. Neste sábado, o Leão do Pici visitou o São Paulo no Morumbi, e, com uma atuação intensa e eficiente, venceu pelo placar de 1 a 0. Com a vitória, o time comandado pelo argentino Juan Vojvoda chega a 24 pontos e dá um salto para vice-liderança do Brasileirão.

Do outro lado, o Tricolor Paulista, que vinha de duas vitórias na competição, permanece no 14º posto, com 11. Equilíbrio e intensidade Com estratégias similares, São Paulo e Fortaleza protagonizaram um bom primeiro tempo no Morumbi.

No início de partida, o Tricolor Paulista adiantou sua marcação e buscou pressionar a construção de jogo do adversário. Sem deixar o adversário construir seu jogo, o time são-paulino levou vantagem no ataque, mas não conseguiu aproveitar. Em chutes de fora, Rodrigo Nestor e Igor Gomes criaram as primeiras oportunidades, mas não acertaram a meta.

Apesar da intensidade paulista, o Leão do Pici não abdicou do jogo, equilibrou as ações e foi ganhando espaços no ataque com o passar do tempo, principalmente pelo lado direito através das investidas de Tinga e Yago Pikachu. A melhor chance da etapa inicial, inclusive, saiu pelo flanco destro de ataque dos cearenses. Aos 30, após cobrança de falta ensaiada, Crispim tocou para David, que encarou a marcação e cruzou na cabeça de Titi.

O zagueiro buscou o contrapé de Volpi, mas a bola saiu pela linha de fundo. Preocupação, lei do ex e vitória do Leão Mantendo a estratégia e ainda mais envolvente na criação de jogadas, o Fortaleza foi mais perigoso e deu trabalho para defesa são-paulina.

Logo os nove, Robson recebeu lindo passe de Ronald e, de calcanhar, quase abriu placar. Atento, Volpi fez a defesa. Do outro lado, o São Paulo, que até manteve o duelo equilibrado na maior parte do tempo, seguiu encontrando dificuldades para chegar com volume no terço final.

Sem muita objetiva e eficiência na intermediária adversária, o Tricolor Paulista foi facilmente neutralizado. Até que aos 29, o Leão do Pici fez valer sua superioridade e abriu o placar. Após cobrança de falta de Crispim, Robson, que atuou com a camisa são-paulina em 2016, apareceu bem para desviar de cabeça e fez valer a lei do ex no Morumbi: 1 a 0.

Pouco depois, a preocupação tomou conta de todos no campo de jogo. Marcelinho, um dos massagistas do São Paulo sofreu uma convulsão e precisou ser retirado do estádio de ambulância. O atendimento paralisou a partida por cerca de oito minutos, e, quando a bola voltou a rolar, pouca coisa aconteceu. Fim de papo e vitória do Fortaleza, vice-líder do Brasileiro.

O Gol 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui