Um paraibano está na lista dos brasileiros mais ricos de 2021, segundo a revista Forbes. Trata-se de José Janguiê Bezerra Diniz, 57 anos, natural de Santana dos Garrotes, no Vale do Piancó. Aos seis anos, sua família deixou o Sertão paraibano e seguiu para Naviraí, no Mato Grosso do Sul, onde ele montou seu primeiro empreendimento, uma caixa de engraxate, aos 8 anos. Ainda vendeu laranjas e picolés. Mas, foi em Recife, através de um tio, que teve a oportunidade de estudar e trabalhar formalmente.

De acordo com a Forbes, atualmente, Janguiê é o 142º brasileiro mais rico, com um patrimônio de R$ 3,25 bilhões. É fundador da Ser Educacional, de Recife. A companhia abriu capital em 2013 e, desde então, tem investido em novos mercados. Janguiê é grande investidor imobiliário, com cerca de R$ 750 milhões em imóveis. Também investe em dezenas de statups.

Trajetória – A trajetória de vida de Janguiê foi baseada na educação. Prestou vestibular para Direito em 1983 e foi aprovado na UFPE. A experiência no escritório de advocacia do tio fez com que, no 4º ano do curso, já tivesse montado uma empresa de cobranças com 30 funcionários. Em 1992, tornou-se juiz federal do Trabalho do TRT 6ª Região. Nesta época, já havia se formado em Letras na Unicap e era professor na Faculdade de Direito de Olinda. Em 1993, passou no concurso público para procurador do Trabalho do Ministério Público da União e no de professor efetivo da Faculdade de Direito do Recife, da UFPE.

Em 1994, fundou o Bureau Jurídico, um dos cursos preparatórios para concursos públicos de maior sucesso na região e que obteve altos índices de aprovação, atraindo alunos de todo o país. Em 2003, criou, no Recife, a Faculdade Maurício de Nassau, hoje UNINASSAU, mantida pelo grupo Ser Educacional. Hoje, o Grupo é um dos maiores do Brasil, atendendo mais de 190 mil alunos em mais de 60 unidades distribuídas pelos estados da Federação, contando com mais de 11 mil colaboradores. O Grupo inclui as marcas UNINASSAU, UNINABUCO, UNAMA, UNG, UNIVERITAS e UNINORTE.

Mais recentemente, em 2019, fundou, junto com mais 33 grandes empreendedores nacionais, o Instituto Êxito de Empreendedorismo. Hoje já são mais de 450 sócios que compactuam do propósito de fazer do empreendedorismo a turbina para alavancar vidas e histórias.

Janguiê Diniz já tem 24 livros publicados, entre eles sua autobiografia, intitulada “Transformando sonhos em realidade –a trajetória do ex-engraxate que chegou à lista da Forbes”.

Lista da Forbes – A divisão geográfica dos superricos brasileiros acompanha a participação dos estados do país na formação do PIB (Produto Interno Bruto). Não por acaso, São Paulo – responsável por 31% do PIB nacional – possui 128 bilionários, o maior contingente entre os 315 nomes elencados no ranking da Forbes deste ano, que leva em conta o local de nascimento dos integrantes – e não a residência atual.

Outros 13 estados marcam presença na lista, com destaque para Santa Catarina (40 bilionários), Rio de Janeiro (37 bilionários), Minas Gerais (29 bilionários), Rio Grande do Sul (19 bilionários) e Ceará (17 bilionários).

No seleto grupo dos superricos, muitos são os que deixaram seus estados de nascimento ou até mesmo o país. Esse é o caso de Eduardo Saverin, nascido em São Paulo, mas que atualmente mora em Singapura – ele tem fortuna estimada pela Forbes em R$ 97,5 bilhões.

Outro que vive fora do país é Jorge Paulo Lemann, que ocupa o segundo lugar no ranking geral e é estimado como a pessoa mais rica do Rio de Janeiro. Aos 81 anos, o empresário mora na Suíça e tem patrimônio estimado em R$ 96,5 bilhões.

A região Norte do país é representada por apenas um bilionário: Samuel Barata, nascido no Pará e dono da maior fatia do conglomerado Drogarias Pacheco. Ele tem fortuna estimada em R$ 8 bilhões pela Forbes e está no 61° lugar no ranking.

A lista de bilionários brasileiros segue os critérios da Forbes norte-americana, tendo a participação em empresas listadas em bolsas de valores como principal fonte de informação. A data de corte da apuração do patrimônio foi o fechamento do primeiro semestre de 2021, ou seja, 30 de junho.

ParlamentoPB

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui