O Vila Nova recebeu o Fluminense com o Serra Dourada pulsando, na esperança de reverter o 3 a 2 no Rio de Janeiro e passar de fase na Copa do Brasil. No entanto, o Flu jogou verdadeiro balde de água fria na celebração do Vila e garantiu a classificação.

Com o 2 a 0 fora de casa, e um agregado de 5 a 2, o Fluminense despachou o Vila Nova e conquistou a classificação importante na competição. Troca de golpes insano Embalado pela torcida, o Vila Nova queria repetir o que fez no começo da partida de ida e surpreender o Fluminense. No entanto, com menos de um minuto, Cano, em ótima finalização, mostrou que o Tricolor carioca estava alerta para qualquer tipo de surpresa. Contudo, o Vila Nova era valente e se propunha a atacar.

Aos cinco minutos, Matheuzinho recebeu, cortou a defesa e bateu no canto de Fábio, tirando tinta da trave. Aos nove minutos, porém, o Fluminense apresentaria sua carta na manga! Depois de cruzamento vindo do escanteio, Nino subiu mais que a defesa adversária, desviou e a bola chegou a Cano, que, de cabeça, abriu o marcador para o Flu: 1 a 0.

Após o gol sofrido, o Vila Nova sofreu uma pane geral nos primeiros minutos. Logo depois, porém, acumulou ataques consecutivos, ganhando confiança e crescendo no jogo. Aos 25, Matheuzinho fez jogada individual, costurou e bateu com força, obrigando Fábio a fazer brilhante defesa. O Vila Nova manteve a superioridade no confronto, acumulava chances, mas não conseguia dar o acabamento necessário.

Aos 35, após cruzamento na área, oriundo de escanteio, Ralf apareceu por trás da defesa e, de peixinho, quase empatou. Na base da resistência, o Flu conseguiu segurar os goianos e, com o apito do árbitro, foi para os vestiários precisando corrigir problemas nítidos na primeira etapa. Gol e classificação A volta dos vestiários foi intensa e animadora para ambos os lados. A sequência de finalizações começou por parte do Vila Nova.

Com um minuto, Pablo experimentou de longe e fez questão de aquecer o goleiro Fábio. Já aos quatro, foi a vez de Matheuzinho arriscar em boa cobrança de falta, mas o veterano defendeu mais uma. Somente aos sete o Flu conseguiu responder, com Germán Cano.

Após ótima jogada pela esquerda, Yago Felipe cruzou rasteiro e o centroavante bateu muito embaixo da bola, desperdiçando ótima chance de ampliar. Com troca de golpes francos entre as duas equipes, o Vila Nova sentia que poderia empatar e avançou suas linhas. Erro crasso! Subindo rumo ao ataque, o time goiano deixou espaços atrás, muito bem aproveitados pelo Flu.

Aos 21, contra-ataque em velocidade do Tricolor! Yago Felipe avançou, esperou a passagem de Pineda, largou a bola para o equatoriano, que cruzou na medida para Luiz Henrique cabecear e praticamente encaminhar a classificação do Fluminense: 2 a 0.

Pragmático, o confronto ganhou ares de já resolvido. O gol sofrido foi um balde de água fria na empolgação e na possível reação do Vila Nova. Apesar da valentia, o time goiano não conseguiu o almejado gol e a possível reação, caindo em pé na Copa do Brasil. Fim de papo!

O Gol 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui