A conquista do Campeonato Brasileiro está cada vez mais distante do Ninho do Urubu. Neste domingo, o Flamengo recebeu o Ceará, no Maracanã, e voltou a ter uma atuação abaixo da crítica. Pouco inspirado e com muitos erros, o Rubro-Negro viu o Vozão aproveitar as chances e vencer por 2 a 0. Com o resultado, o time comandado por Rogério Ceni, que começa a ter seu trabalho questionado, segue com 49 pontos, na quarta colocação, e permanece a sete do líder São Paulo.

Do outro lado, a equipe cearense chega a 39 e pula para a nona posição. Fla vai mal, Ceará aproveita e sai na frente O Flamengo teve a bola no Maracanã, mas não foi agressivo. Sem conseguir adiantar suas linhas de marcação, o Rubro-Negro pouco criou e, sem a bola, ofereceu espaços para o Ceará, que aproveitou.

Aos 12, Lima recebeu com liberdade pelo meio e descolou lançamento para Léo Chú pela esquerda. O atacante encarou a marcação de Isla e cruzou para a área. A bola passou por todo mundo e chegou até Vina, que, de primeira, bateu firme para o fundo das redes. Belo gol. Aceitando o resultado, o time da casa demorou para demonstrar algum tipo de reação.

Tanto que a primeira chance perigo da equipe flamenguista só foi surgir aos 27.  Arrascaeta tabelou com Pedro e bateu mascado para defesa de Richard. Nos minutos finais, o Fla ainda tentou acelerar o jogo, mas encontrou dificuldades para encontrar espaços na defesa cearense, que povoou a entrada da área e neutralizou as investidas do adversário.

Flamengo pressiona, martela, mas toma castigo no fim Na volta do intervalo, Rogério Ceni promoveu uma alteração da equipe. Buscando dar mais volume ao seu meio campo, o técnico flamenguista sacou o zagueiro Gustavo Henrique e colocou Diego em seu lugar. Funcionou. A alteração deu ao Rubro-Negro o volume esperado e o controle das ações.

Num verdadeiro ataque contra defesa, os mandantes montaram um verdadeiro acampamento no campo de ataque, mas faltou capricho no terço final. O tempo foi passando, e a pressão flamenguista só fez aumentar. Pedro teve duas grandes chances para empatar, mas desperdiçou. Na primeira, o centroavante recebeu de Arrascaeta e mandou por cima.

Pouco depois, o camisa 21 aproveitou escorada de Isla e cabeceou para grande defesa de Richard. Fla seguiu martelando, mas não esbarrou em seus próprios erros. O panorama seguiu o mesmo até o apito final. O Vozão, que se trancou na defesa à espera de uma oportunidade para matar a partida, conseguiu dar um castigo final nos mandantes.

Aos 45, em rápido contra-ataque, Vina esticou para Kelvyn, que recebeu pela esquerda e bateu cruzado, dando números finais à partida.

O Gol

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui