A Justiça fluminense determinou o bloqueio de R$ 640 mil encontrados em contas bancárias do engenheiro Paulo José Arronenzi que assassinou a facadas a ex-esposa, a juíza Viviane Vieira do Amaral, na frente das filhas na véspera do Natal.

A decisão é do juiz João Guilherme Chaves Rosas Filho, que alega que o objetivo da decisão é evitar que o engenheiro, que está preso preventivamente, envie o dinheiro para o exterior.

Arronenzi tem cidadania italiana e, mesmo da prisão, poderia ordenar a transferência do dinheiro.

O dinheiro bloqueado ficará disponível para sustento das três filhas do casal – gêmeas de 7 anos e outra de 9 anos – que estão com a avó materna.

Fórum

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui