A Fundação Casa de José Américo (FCJA) realiza, neste domingo (8), a primeira Feira de Antiguidades do Nordeste em suas dependências. Das 10h às 17h, as portas da Casa de Zé estarão abertas para receber os visitantes, que terão não somente a oportunidade de ver e comprar objetos antigos, mas também de confraternizar e desfrutar de uma programação cultural especialmente pensada para a data, em que se comemora o Dia Internacional da Mulher.

Sob o olhar do presidente Fernando Moura e do curador Gerardo Rabello, a Patrulha Musical da Polícia Militar da Paraíba fará a abertura da Feira de Antiguidades e da Exposição de Carros Antigos. A feira terá a participação de antiquários e colecionadores da Paraíba, de Pernambuco e do Rio Grande do Norte, que estarão com peças expostas no saguão do auditório, enquanto os veículos estarão espalhados pelos amplos jardins da FCJA. A cantina da casa terá café e lanche diversificado.

Em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, a atriz Zezita Matos, acompanhada pelo violão de Carlyto Campos, fará a leitura do poema “Elegia”, que José Américo escreveu para a sua esposa, d. Alice. Essa performance literária acontecerá às 16h, no local da feira. Logo depois, no auditório, será exibido o clássico “Aruanda”, do cineasta paraibano Linduarte Noronha, com comentário do professor João de Lima. O filme conta a história de um quilombo formado em meados do século XIX, por escravos libertos no sertão da Paraíba.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui