Fãs, desencanem: a versão de Zack Snyder não salvará Liga da Justiça

Os heróis do filme da Liga da Justiça

Você assistiu ao filme do supergrupo da DC Comics lançado em 2017? Era um longa muito esperado pelos fãs, afinal iria colocar juntos, pela primeira vez, os maiores super-heróis da editora. Não era pouca coisa. Mas a produção estreou, o longa se mostrou uma bomba, decepcionou nas bilheterias e acabou virando piada.

Mas há gente que ainda tem uma esperança: a famosa versão do diretor Zack Snyder, chamado de Snyder Cut, será exibida pelo HBO Max em 2021. A história desse longa é a seguinte: Zack Snyder era o diretor original de Liga da Justiça e comandou grande parte da produção. Mas houve uma troca de cargos perto do final das filmagens. Snyder saiu e entrou em seu lugar Joss Whedon, que foi o diretor dos dois primeiros longas dos Vingadores.

Essa mudança de diretores tem algumas versões: na época vazaram informações, rumores, de que a DC não estaria nada feliz com o trabalho de Snyder nesse filme e que sua saída teria acontecido por isso mesmo. Mas há um fato: Zack perdeu uma filha de 21 anos. Ela morreu e a informação só foi divulgada semanas depois, quando o diretor já estava fora do filme da Liga e esta ficou como a versão oficial para seu afastamento.

Snyder no set de Batman v Superman

Divulgação

Acontece que Zack Snyder já havia filmado praticamente tudo e ficou faltando apenas mais algumas cenas. Joss Whedon entrou em seu lugar e refilmou algumas coisas, além de fazer a edição final. Fabian Wagner, que trabalhou nas filmagens com Snyder disse ao site Indie Wire, no fim de 2019, que a versão de Liga da Justiça que foi para as telas tem no máximo 10% do que foi produzido por Zack. Quer dizer, seria praticamente um outro filme, se isso for realmente verdade, mas muita gente não acha que seja o caso e que o que foi para os cinemas tem grande parte do material feito por Snyder. Wagner é um crítico de Whedon e conta que o longa que foi lançado tem um tom totalmente diferente do imaginado pelo diretor original. A versão de Snyder seria mais sombria e séria, mais ou menos na linha de Batman v Superman, também dirigido por ele.

Aliás, o lado sombrio foi uma das coisas que pesaram contra Snyder. Como BvS não funcionou bem junto à crítica e rendeu menos que o esperado nas bilheterias, a Warner não queria insistir no erro e acreditava que era necessário um filme um pouco mais leve e menos sisudo.

FILME DE QUEM?
Bem, com todas essas mudanças, Liga da Justiça foi lançado com toda a pompa necessária. Pena que virou um semifracasso de bilheteria. O orçamento da produção foi de US$ 300 milhões. A esse valor ainda tem que ser somado praticamente quase que outros US$ 300 milhões em publicidade. A arrecadação total do longa foi de US$ 657 milhões, ou seja, foi mal. A expectativa era a de faturar, no mínimo, US$ 1 bilhão e era para isso mesmo, afinal o filme juntava Batman, Superman e Mulher-Maravilha, três personagens clássicos e conhecidíssimos no mundo todo.

Enfim, todo esse contexto aí é para dizer que há meses os fãs estão pedindo para a Warner lançar essa tal “versão do diretor” com a visão de Snyder sobre a Liga da Justiça. Algumas pessoas, como atores do filme, já disseram ter assistido ao longa. E já se sabia que havia uma sobra de material produzido por Snyder e que foi deixada de fora na hora da edição. Segundo já se publicou na imprensa americana, o filme na visão de Zack teria algo em torno de três horas de duração.

Flash, Batman e Muher-Maravilha tentam encontrar o Snyder Cut

Divulgação

E nessa semana saiu, além dessa confirmação de exibição, a notícia de que o diretor teria exibido o Snyder Cut para executivos da DC Comics no início do ano. É mais um indicativo de que a produção poderia ser lançada em algum momento.

Há muita empolgação dos fãs mais ardorosos da DC para o lançamento do Snyder Cut. Muitos acreditam que o filme possa ser muito diferente – e bom – mas, se você parar para pensar, não há nada que nos leve de verdade a acreditar isso. Zack Snyder dirigiu O Homem de Aço (2013) e Batman v Superman (2016) e nenhum dos dois agradou totalmente. Há reclamações de fãs e crítica e também problemas na bilheteria. Mais do que isso, Snyder era meio que o artífice do que seria o Universo DC Comics nos cinemas, algo semelhante ao que a Marvel já faz. Não deu certo e juntando os Homem de Aço, Batman v Superman e Liga da Justiça a gente tem uma história toda esburacada e sem nenhuma coesão. Tanto é que os longas seguintes – Aquaman, Shazam e Aves de Rapina – ignoraram praticamente tudo o que se viu antes, o que desmanchou a ideia de um universo. Os próximos filmes da DC, como o novo do Batman, por exemplo, também parece ser algo completamente fora desse mundo.

O que dá para esperar do Snyder Cut é mais uma maçaroca cheia de super-heróis rasos como uma banheira de bebê, uma história rocambolesca (quem se lembra da Martha em BvS?) e mais um monte de sequências em câmera lenta, especialidade de Snyder.

O resumo é: pare de acreditar que virá algo de bom daí e Liga da Justiça já está naquele cantinho do esquecimento do cinema. Seria ótimo se deixassem os mortos descansar. O que seria ótimo fazer é pedir um novo filme do supergrupo da DC, só que dessa vez, bem feito.

E, para terminar, vale lembrar que é Zack Snyder que consta como diretor de Liga da Justiça. Joss Whedon acabou sendo creditado apenas como roteirista.

    • Odair Braz Jr 
  •          R7.com 

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *