Continua depois da publicidade

Partido aposta nas postulações do partido apenas em Mato Grosso, Rio Grande do Sul e Pernambuco

A executiva nacional do PSDB excluiu o pré-candidato do partido, Pedro Cunha Lima, dentre as prioridades da sigla na disputa majoritária nos estados. Segundo reportagem veiculada essa semana no portal O Estadão, após o ex-governador João Doria abrir mão de sua pré-candidatura ao Planalto e a cúpula do MDB selar o apoio à senadora Simone Tebet (MS), o PSDB inicia agora a última etapa de negociação antes de fechar a aliança nos estados onde a eleição de governadores tucanos é prioridade.

Para sacramentar o acordo, o PSDB colocou uma condição: que o MDB apoie seus candidatos a governador no Rio Grande do Sul, em Mato Grosso do Sul e em Pernambuco. Na Paraíba, Pedro já avisou que gostaria de ter o apoio do MDB no segundo turno, todavia não se sente confortável em dizer que apoiaria a legenda caso fique de fora da segunda etapa do pleito.

“Esses três Estados são fundamentais para avançarmos nessa construção. Só vai ter sentido formalizarmos a reunião da executiva quando essa construção política e programática estiver consolidada”, afirmou o presidente nacional do PSDB, deputado federal Bruno Araújo (PE) – que ignorou a postulação tucana na Paraíba dentre as prioridades da legenda.

Blog do Ninja 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui