Continua depois da publicidade

Live entre Hervázio Bezerra e Mikika Leitão (Reprodução: Instagram)

O vereador de João Pessoa, Mikika Leitão (MDB), revelou na manhã deste sábado (30), em live com o deputado estadual Hervázio Bezerra (PSB), que esteve reunido com o senador Veneziano Vital do Rêgo (MDB), nesta sexta-feira (30), e percebeu a vontade do líder e presidente estadual do MDB na Paraíba em continuar a aliança com o governador João Azevêdo (Cidadania) em direção às eleições de 2022.

“Eu estive com o senador ontem à tarde toda e notei ele, assim, decidido em estar ao lado de João [nas eleições de 2022]”, pontuou o vereador.

No entanto, na continuidade do diálogo, Mikika Leitão revelou que o senador Veneziano estaria incomodado com a aproximação entre João Azevêdo e o ex-prefeito e adversário político em Campina Grande, Romero Rodrigues (PSD).

“Eu só notei, deputado Hervázio, que ele [Veneziano Vital do Rêgo] não está se sentindo bem com a vinda de Romero, ele não me disse, mas eu notei pela conversa”, afirmou.

A declaração de Mikika Leitão é sintomática. O vereador do MDB foi o primeiro agente político a defender abertamente o lançamento da candidatura de Veneziano Vital do Rêgo ao Governo do Estado, causando ebulição política na oposição há alguns meses. “[Naquela época] apenas tornei pública a minha opinião, não passei recado de Veneziano. Defendo que ele seja candidato, que o MDB tenha candidatura, mas nada contra a composição com o governador João Azevêdo”, disse.

Assista ao trecho da live sobre o tema, na íntegra:

CONSENSO

Já Hervázio Bezerra disse que a participação de Veneziano Vital do Rêgo e de Romero Rodrigues em um mesmo agrupamento político depende do poder de articulação do governador João Azevêdo. “Aí, nesse caso, depende apenas de uma pessoa, do governador, que pode aceitar ou não, conciliar ou não”, frisou.

BUSCA POR ROMERO

Hervázio Bezerra revelou ainda que, após a crise interna política gerada entre o governador e o senador, interlocutores ligados a João Azevêdo iniciaram a procura por Romero Rodrigues.

“Política não tem espaço vazio. Como houve esse moído todo, na hora em que houveram esses arranhões na relação entre João e Veneziano, alguns interlocutores buscaram atrair Romero, que não está se sentindo confortável no ninho da oposição, e não tem respaldo do PSDB ou dos líderes da oposição, essa é que é a verdade” frisou.

RECONCILIAÇÃO

Por fim, Hervázio Bezerra afirmou que a tendência de reconciliação política entre João Azevêdo e Veneziano Vital do Rêgo existe. “No entanto, para haver a reconciliação entre João e Veneziano, tem que os dois quererem. Em política, não existe a tese de que quando um não quer, dois não brigam, essa é a leitura que faço”, concluiu.

Por ÂNGELO MEDEIROS/Wscom 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui