Em grande clássico na Vila Belmiro, Santos e Palmeiras ficaram no empate por 2 a 2. O Peixe saiu na frente, sofreu a virada, mas ainda buscou o empate com o artilheiro Marinho. Com o resultado, as duas equipes seguem empatadas na tabela, ambas com 38 pontos. O alviverde é o quarto colocado nos critérios de desempate e tem um jogo a menos disputado.

O Peixe está em quinto. Santos começa na frente Os primeiros movimentos foram de pressão alta e domínio da posse de bola pelo Palmeiras. Aos 12, o alviverde ameaçou a meta do Santos pela primeira vez. Emerson Santos bateu de fora da área para boa defesa de John. Por outro lado, o Peixe tinha dificuldade na criação de jogadas.

Com isso, a aposta era nas bolas paradas. Após escanteio, Felipe Jonatan bateu sem direção. Aos 23, em nova cobrança, Marinho tentou surpreender Weverton e quase marcou o gol olímpico. Depois de equilibrar as ações, o Santos finalmente criou uma chance de gol com bola rolando aos 30 de duelo. Soteldo recebeu na entrada da área, fintou, e bateu por cima. Logo a seguir, Marinho bateu forte de perna esquerda para bela defesa de Weverton.

A partida ficou lá e cá. Aos 32, Willian dividiu com Pará, a bola sobrou para Veron, que lançou o parceiro de ataque em velocidade. Willian tentou um toque por cima de John, mas errou o alvo.  O placar finalmente saiu do zero aos 37. Marinho aproveitou falha de Viña, esperou a ultrapassagem de Kaio Jorge pela direita, e ele cruzou para Pituca, que teve o trabalho apenas de encostar. Santos 1, Palmeiras 0. Duelo eletrizante na etapa final Em desvantagem, o Palmeiras partiu com tudo para cima do Santos na etapa final. Com apenas cinco minutos de bola rolando, o alviverde chegou duas vezes com perigo.

Zé Rafael chutou forte com desvio e Lucas Braga salvou o Santos antes da chegada de Willian em  cobrança de escanteio. O abafa palmeirense daria resultado aos dez minutos jogados. Com o auxílio do VAR, o árbitro marcou pênalti de Lucas Veríssimo, que tocou a mão na bola. Na cobrança, Raphael Veiga bateu firme e a bola passou por baixo de John.

Tudo igual, Santos 1, Palmeiras também 1. A equipe da Vila Belmiro quase voltou à dianteira aos 13 de partida. Soteldo fez o cruzamento na área, e a bola ficou na pinta para Lucas Veríssimo marcar. Mas o zagueiro pegou mal e bateu por cima do gol. O jogo ficou quente e o castigo veio a seguir em cobrança de escanteio favorável ao Palmeiras. Willian, que iria ser substituído, apareceu na segunda trave e marcou o gol da virada para o Palmeiras: 2 a 1. Era difícil piscar em um duelo de muita entrega e variáveis.

O Santos chegou com Soteldo, que deixou para Marinho. Na primeira, o atacante falhou o voleio, mas na sobra, o atacante bateu rasteiro e deixou tudo igual: Santos 2, Palmeiras 2. Nos minutos finais, o Palmeiras que já jogava repleto de desfalques e ainda teve o zagueiro Alan Empereur lesionado, viu Zé Rafael ser expulso após forte entrada em Felipe Jonatan.

Aos 97, com um a menos, o Palmeiras quase chegou a virada com Gabriel Veron, que por pouco falhou o alvo. E acabou mesmo assim: Santos 2, Palmeiras também 2 na Vila.

O Gol 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui