Não foi um grande jogo, mas o suficiente para as pretensões do Sport. O time rubro-negro se fechou, pouco atacou e conseguiu somar um ponto valioso que pode ser o diferencial na luta contra o rebaixamento. Pior para o Red Bull Bragantino, que perde a chance de subir na tabela e brigar por uma vaga na próxima Libertadores.

No fim, o único 0 a 0 da 36ª rodada, foi justo pelo o que as duas equipes produziram.  O empate levou o Sport aos 42 pontos e a equipe ocupa o 14º lugar. Na próxima rodada, o time pernambucano vai receber o Atlético Mineiro. O Red Bull Bragantino soma 49, é o 11º e vai pegar o Goiás, fora de casa.  Massa Bruta mais perto do gol Foram 45 minutos nos quais o Red Bull Bragantino pareceu não estar jogando fora de casa.

Com ímpeto ofensivo, o time paulista rondou a área do rubro-negro, tentou mais e teve chances reais de marcar. Apesar disso, a primeira oportunidade foi do Sport, em chute de Betinho, de fora da área, que subiu demais. No minuto seguinte, Raul arriscou de longe, a bola foi rasteira e ficou fácil para Luan Polli. Já o Leão poderia ter marcado com Ewerthon, que invadiu a área e ficou cara a cara com o goleiro, mas o chute saiu fraco.

Os visitantes apareceram por mais quatro vezes no ataque. Na primeira, Ytalo bateu forte para fora. Na segunda, Luan Cândido cobrou falta por cima da meta. Depois, Ytalo emendou um voleio, que subiu demais. Por fim, Claudinho foi acionado na ponta esquerda, cortou para o meio e bateu com veneno, mas a bola saiu pela linha de fundo.

De bom tamanho A etapa final começou seguindo a tônica da inicial: Red Bull Bragantino pressionando. Se no primeiro tempo, Ytalo tentou de voleio, no segundo, o atacante mandou uma bicicleta, mas o destino também foi a linha de fundo. O jogador foi acionado novamente ao ser lançado e bater cruzado, com desvio, para fora.

O Sport não conseguia sair do campo defensivo e ia levando um sufoco. Pelo alto, o Massa Bruta poderia ter aberto o placar, porém, a cabeçada de Ligger não foi na direção correta. Entretanto, após cobrança de escanteio, Luan Cândido meteu a cabeça na bola e Luan Polli fez uma defesaça, segurando o 0 a 0 no placar.

Na reta final, Claudinho chutou de longa distância e a bola passou perto da meta rubro-negra. Também de longe, Luciano Juba tentou encobrir o goleiro do Massa Bruta, mas a batida foi por cima do travessão, jogando para fora a última chance de balançar as redes.

O Gol 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui