Após um primeiro tempo insano, com quatro gols, e um final emocionante, o Cuiabá conquistou a vitória sobre a Chapecoense, na Arena Condá, por 3 a 2.  Com o resultado, o Dourado, que venceu a primeira no campeonato, chegou aos nove pontos, ainda na zona do rebaixamento do Brasileirão, mas com a mesma pontuação do América, primeiro time fora do Z4.

A Chape é lanterna, com apenas quatro.  Primeiro tempo insano O duelo começou um pouco enroscado na Arena Condá, com duas equipes dispostas a avançar, mas ainda com certa dificuldade.

Eram muitos passes longos e cruzamentos, em um primeiro momento rechaçados pelas defesas.  Aos 16 minutos, em uma construção rápida, Anderson Leite abriu na área para Geuvânio, que cortou para a perna canhota e bateu no alto para balançar a rede e abrir o placar.

O jogo, então, ficou insano. Dois minutos após o gol, Felipe Marques ficou com sobra de bola na área e bateu colocado, a bola pegou no travessão e Jenison, na sobra, mandou para a rede.

Não demorou nada para o Verdão do Oeste recuperar a vantagem no marcador. Busanello cobrou falta forte, João Carlos soltou a bola e Ignácio marcou na sobra.  O jogo esfriou após os minutos insanos, mas o primeiro tempo não terminou antes que outra bola fosse para a rede.

Danilo Gomes abriu bola para João Lucas, que cruzou para Felipe Marques empatar para o Cuiabá.  Emoção fica para o fim O jogo prometeu seguir animado no segundo tempo, e a Chapecoense era perigosa em ataques rápidos. Tanto que João Carlos trabalhou logo aos sete minutos, em disparo de Busanello.

Aos nove, Matheus Ribeiro mandou arremate perigoso.  Sem a bola, porém, os catarinenses tinham problemas. O Cuiabá conseguia avançar com qualidade e aos 12 minutos Marllon ameaçou em cabeçada.

Aos 14, João Paulo parou Jenison.  Depois dos 30 minutos, a pressão começou a ser maior para o time da casa, que conseguia chegar bem ao fundo. Faltava, entretanto, opções na área para completar os cruzamentos.

Aos 37, Felipe Santana conseguiu conclusão na área, mas não acertou o alvo. Aos 39, Fabinho arrematou na cara de João Carlos, que conseguiu fazer a defesa.  As chances desperdiçadas pelos catarinenses custaram caro. Já perto do fim do duelo, João Lucas conseguiu o cruzamento e Élton, de cabeça, garantiu a vitória do Dourado.

O Gol 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui