Buscando a recuperação na temporada, Bragantino e Corinthians se enfrentaram, na noite deste sábado, no Nabizão, em Bragança Paulista. Com a bola rolando, o duelo não foi nada empolgante e acabou terminando da forma que começou: 0 a 0. Com o resultado, o Timão chega a 14 pontos e ocupa a 13ª colocação no Campeonato Brasileiro.

Do outro lado, o Massa Bruta soma 12 e amarga o 17º posto, abrindo a zona de rebaixamento. Zero empolgação O primeiro tempo de partida não empolgou ninguém em Bragança Paulista. Red Bull Bragantino e Corinthians demonstraram enorme dificuldade para criar jogadas, cometeram muitas faltas e geraram pouca emoção.

O time comandado por Maurício Barbieri foi levemente superior, com mais chegadas de perigo ao campo de ataque. A prova disso é que Cássio fez boas defesas e foi um dos poucos jogadores lúcidos do Timão em campo. O Alvinegro do Parque São Jorge melhorou nos minutos finais, quando o Massa Bruta diminuiu o ritmo e recuou as linhas de marcação.

Com isso, o Timão passou a dar mais espaços. A melhor chance corintiana surgiu dos pés de Léo Natel. Aos 38, o meia recebeu na esquerda, cortou para o meio e chutou forte no gol de Júlio César, que caiu para espalmar a bola. Limitações pesam Na volta do intervalo, o Corinthians se atirou para o ataque e deu alguns espaços para a velocidade do Massa Bruta, que acumulou chances para abrir o placar no Nabizão.

Artur, melhor no jogo, aumentou sua movimentação e deu trabalho para a defesa adversária. Além do camisa 7 do Braga, Alerrandro e Léo Ortiz também criaram boas chances, mas desperdiçaram. Apesar de toda a dificuldade para construir as jogadas, o time visitante foi o responsável por buscar mais o jogo.

Não dá para dizer que o Corinthians não tentou. No entanto, o pragmático setor ofensivo corintiano continuou sem agredir com tanta ênfase a zaga do Bragantino.

Nos minutos finais, mais do mesmo. A equipe de Dyego Coelho até buscou pressionar, mas esbarrou nos mesmos problemas de sempre. Fim de papo e tudo igual em Bragança Paulista. ENQUETE

O Gol

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui