O senador Renan Calheiros Foto: Reprodução/TV Senado

BRASÍLIA — No começo do depoimento do empresário bolsonarista Luciano Hang, dono da rede de lojas Havan, o relator da CPI, Renan Calheiros (MDB-AL), reclamou da figura do “bobo da corte” que bajula o rei e desvia a atenção dos reais problemas. Senadores governistas, como Flávio Bolsonaro (Patriota-RJ), reclamaram que o relator estava ofendendo Hang chamando-o de bobo da corte.

— Em todas as eras do nosso país, houve a figura do bobo da corte, independentemente dos trajes usados ao longo dos tempos, são úteis para bajular o rei e criar cortinas de fumaça para desviar a atenção dos dramáticos e reais problemas — disse Renan. Relator da CPI da Covid chama Luciano Hang de ‘bobo da corte’, e Flávio Bolsonaro reage

— Que cinismo. Tenha respeito — reagiu Flávio.

— Já começou a ofensa — afirmou Marcos do Val (Podemos-ES).

— Estou querendo dizer que hoje não vou aceitar provocação — rebateu Renan.

O relator ainda comparou a situação do país no enfrentamento à pandemia a um circo:

— De toda a ilusão que o circo continha, nos restou o trágico globo da morte e 595 mil vidas perdidas.

Flávio Bolsonaro e Rogério Carvalho (PT-SE) bateram boca.

— Eu estava sentindo a ausência do senador Flávio Bolsonaro — disse Rogério.

— Deu vontade de vir ao circo hoje, com todo o respeito aos palhaços. Palhaço leva alegria, a CPI está dando tristeza — respondeu Flávio.

— O senhor está parecendo a própria bombacha do palhaço — devolveu Rogério.

Extra Online 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui